junho 21, 2024

Minuto Mais

Informações sobre Brazil. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Journaloleme

Live Nation: Departamento de Justiça dos EUA abre processo contra proprietário da TicketMaster

Live Nation: Departamento de Justiça dos EUA abre processo contra proprietário da TicketMaster

Fonte da imagem, Imagens Getty

Comente a foto, Live Nation Entertainment enfrentou críticas de fãs, legisladores, artistas e concorrentes

  • autor, Pedro Hoskins
  • Papel, Repórter de negócios

O Departamento de Justiça dos EUA deve abrir um processo contra a gigante do entretenimento Live Nation na quinta-feira, confirmaram várias fontes familiarizadas com o assunto à CBS News, parceira da BBC nos EUA.

Espera-se que os demandantes desafiem as práticas comerciais da controladora Ticketmaster, disseram as fontes.

Em muitos casos, quando o Departamento de Justiça instaura ações judiciais sobre questões de concorrência, procura forçar uma empresa a dividir partes do seu negócio ou a alterar a forma como opera.

O Ministério da Justiça não quis comentar quando contactado pela BBC. A BBC também solicitou comentários da Live Nation.

O Washington Post, que primeiro noticiou a história, disse que vários procuradores-gerais estaduais se uniriam ao governo federal em sua contestação legal.

Espera-se que o processo alegue que a empresa – que organiza concertos, vende bilhetes e é proprietária de locais – pressionou os concorrentes e enfraqueceu as escolhas dos clientes, ajudando a aumentar os preços.

A medida ocorre após uma investigação conduzida pela Divisão Antitruste do Ministério da Justiça, que se estendeu por anos. Em 2022, a CBS News informou que o Departamento de Justiça estava investigando a empresa e sua unidade Ticketmaster.

A Live Nation Entertainment foi criada através da fusão em 2010 da promotora de eventos Live Nation, com sede nos EUA, e da empresa de vendas e distribuição de ingressos Ticketmaster.

A Live Nation Entertainment tem enfrentado críticas crescentes de fãs, legisladores, artistas e concorrentes.

A empresa foi acusada de ter muita influência em eventos de entretenimento ao vivo nos Estados Unidos e em todo o mundo.

Depois que a notícia do caso do Departamento de Justiça foi anunciada, as ações da Live Nation caíram mais de 6% nas negociações fora do horário comercial em Nova York.