julho 2, 2022

Minuto Mais

Informações sobre Brazil. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Journaloleme

Forças russas apreendem enorme usina nuclear ucraniana, fogo apagado

Forças russas apreendem enorme usina nuclear ucraniana, fogo apagado
  • Combate intenso na área em torno de uma enorme usina nuclear
  • Sem Sinais de Alta Radiação – US Energy Sec
  • EUA e Reino Unido atingem oligarcas com mais sanções

Lviv (Ucrânia/Kyiv/Paris) (Reuters) – Um grande incêndio ocorreu no local da maior usina nuclear da Europa nesta sexta-feira e autoridades disseram que a usina no sudeste da Ucrânia estava operando normalmente depois que foi tomada por forças russas nos combates que causou alarme global.

Separadamente, o governador de Mykolaiv disse que as forças russas entraram em sua cidade de cerca de 500.000 pessoas, mas um conselheiro presidencial disse mais tarde que o avanço russo havia parado.

A cidade, que é um centro de construção naval, está localizada no sul da Ucrânia, onde as forças russas fizeram o maior avanço até hoje e, se capturada, será o maior que não caiu até agora.

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

Autoridades disseram que o incêndio no complexo de Zaporizhzhya ocorreu em um centro de treinamento e não na própria fábrica. Um funcionário da Energoatom, a empresa estatal que opera quatro usinas nucleares na Ucrânia, disse que não havia mais combates, o fogo estava apagado, a radiação era normal e as forças russas estavam no controle.

“Os trabalhadores em seus locais de trabalho fornecem a operação normal da fábrica”, disse o funcionário à Reuters em uma mensagem.

Ele disse que sua organização não está mais em contato com os gerentes da usina, nem controla a situação da radiação lá ou supervisiona materiais nucleares potencialmente perigosos em seus seis reatores e cerca de 150 contêineres de combustível irradiado.

O Ministério da Defesa russo também disse que a usina estava operando normalmente. Ele atribuiu o incêndio a um “ataque brutal” de sabotadores ucranianos e disse que suas forças estavam no controle.

READ  Forças russas assumem o controle da usina de Chernobyl - oficial ucraniano

O chefe da Agência Internacional de Energia Atômica, Rafael Grossi, disse que a usina não foi danificada pelo que se acredita ser um míssil russo. Apenas um reator estava funcionando com cerca de 60% de sua capacidade. Ele descreveu a situação como ainda tensa, com a usina operando normalmente, mas nada normal nisso.

O vídeo da fábrica, verificado pela Reuters anteriormente, mostrou um prédio queimando em uma chuva de bombas antes de uma grande bola brilhante se acender no céu e explodir ao lado de um estacionamento, enviando fumaça por todo o complexo.

A possibilidade de que os combates na usina possam causar um desastre nuclear potencial deteriore os mercados financeiros globais.

Mesmo aparentemente evitando esse cenário, a posse da Rússia em uma usina que fornece mais de um quinto da eletricidade da Ucrânia foi um grande desenvolvimento após oito dias de guerra em que outros avanços russos foram atolados por uma resistência feroz.

A secretária de Energia dos EUA, Jennifer Granholm, e outras autoridades ocidentais disseram que não havia indicação de níveis elevados de radiação.

“Europeus, por favor, acordem. Digam aos políticos que as forças russas estão atirando em uma usina nuclear na Ucrânia”, disse o líder ucraniano Volodymyr Zelensky em um discurso em vídeo. Em outro discurso mais tarde, os russos pediram protesto. Consulte Mais informação

Acredita-se que milhares de pessoas foram mortas ou feridas e mais de um milhão de refugiados fugiram da Ucrânia desde 24 de fevereiro, quando o presidente russo, Vladimir Putin, lançou o maior ataque a um país europeu desde a Segunda Guerra Mundial.

READ  Pelo menos 3 helicópteros militares russos foram explodidos em um ataque ucraniano no aeroporto de Kherson

As forças russas avançando de três direções cercaram as cidades ucranianas e as bombardearam com artilharia e ataques aéreos. Moscou diz que seu objetivo é desarmar seu vizinho e prender líderes que chama de neonazistas. A Ucrânia e seus aliados ocidentais veem isso como uma desculpa infundada para lançar uma guerra para invadir o país de 44 milhões de pessoas.

A Rússia já havia assumido a extinta usina de Chernobyl, ao norte de Kiev, que despejou lixo radioativo em grande parte da Europa quando derreteu em 1986. A usina de Zaporizhzhia é um tipo diferente e mais seguro.

A escalada de protestos e sanções

Na própria Rússia, onde os principais oponentes de Putin foram presos ou exilados em grande parte no ano passado, a guerra foi acompanhada por uma maior repressão da dissidência. As autoridades proibiram relatórios que se referiam a uma “operação militar especial” como “guerra” ou “invasão”. As manifestações anti-guerra foram rapidamente reprimidas, com milhares presos.

Na sexta-feira, as autoridades fecharam emissoras estrangeiras, incluindo BBC, Voice of America e Deutsche Welle. As últimas das principais emissoras independentes, TV Dozhd (Chuva) e Rádio Ekho Moskvy, foram fechadas na quinta-feira. A câmara baixa da Duma do Estado apresentou na sexta-feira uma legislação para impor penas de prisão a pessoas por publicarem relatórios “falsos” sobre os militares. Consulte Mais informação

Apenas uma cidade ucraniana, o porto de Kherson, no sul, caiu nas mãos das forças russas desde que a invasão começou em 24 de fevereiro, mas as forças russas continuam sitiando e atacando outras cidades, fazendo mais progressos no sul do que em qualquer outro lugar.

Vitaly Kim, prefeito de Mykolaiv, pediu aos moradores que não entrem em pânico após a entrada das tropas russas na cidade.

Explosões fortes foram ouvidas em Kiev na manhã de sexta-feira, e sirenes de ataque aéreo soaram. Os jornalistas da Reuters na capital não puderam determinar imediatamente a causa das explosões.

READ  opinião | A vitória de Doug Ford em Ontário deve ser um alerta contra a inação

A Grã-Bretanha disse em uma atualização de inteligência na sexta-feira que a cidade portuária de Mariupol, no sudeste, cercou as forças russas e sofreu ataques intensos.

“Maripol ainda está sob controle ucraniano, mas é provável que esteja cercada por forças russas”, disse o Ministério da Defesa. “A infraestrutura civil da cidade foi submetida a intensos ataques russos”, acrescentou.

No nordeste, ao longo de outro grande eixo da ofensiva russa, as cidades de Kharkiv e Chernihiv foram bombardeadas desde o início da invasão que piorou acentuadamente nesta semana, mas os defensores estão resistindo.

Kiev, capital de 3 milhões de habitantes, foi bombardeada, mas até agora escapou de um grande ataque, com a principal força ofensiva da Rússia paralisada por dias em um comboio de um quilômetro e meio de comprimento em uma estrada ao norte. Em Washington, um oficial de defesa dos EUA disse que os russos ainda estavam a 25 quilômetros do centro de Kiev.

Os negociadores da Rússia e da Ucrânia concordaram em negociações de paz na quinta-feira sobre a necessidade de corredores humanitários para ajudar os civis a escapar e levar remédios e alimentos para as zonas de combate.

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

Reportagem adicional de Pavel Politiuk, Natalia Zenets, Alexander Vasovich na Ucrânia, John Irish em Paris, François Murphy em Viena, David Leungren em Ottawa e outros escritórios da Reuters; Escrito por Peter Graf, Costas Pettas, Lincoln Vista; Edição por Stephen Coates, Simon Cameron Moore e Timothy Heritage

Nossos critérios: Princípios de Confiança da Thomson Reuters.