Membros do Encontro LGBT de Itabirito. Foto: Romeu Arcanjo/Minuto Mais
Presidente nacional UNALGBT, Andrey. Foto: MM

Criar um documento orientador, com questões de saúde e direitos sociais, que norteará movimentos LGBTs de todo país. Esse é o objetivo do 1º Encontro Nacional de Jovens Lideranças Sociais sobre Direitos, Saúde e Participação Social da UNALGBT (União Nacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) que está acontecendo no IFMG, até domingo (10), em Itabirito (MG).

Para o propósito, debates e palestras se dão no auditório da escola. São mais de 80 participantes, de 23 estados brasileiros, que movimentam também hotéis e bares itabiritenses.  

“O que podemos fazer para barrar os retrocessos e defender a política social de saúde e educação, por exemplo, que repercutem no desenvolvimento social do país”, diz o presidente da UNALGBT, Andrey Lemos.

Presidente da UNALGBT do Amapá, Adriana. Foto: MM

Para ele, o país vive uma ruptura da democracia, dos direitos trabalhistas e das mulheres, bem como uma regressão da saúde e da educação. “Não queremos políticas públicas somente para a população LGBT, é preciso ‘formar’ a nossa juventude a respeito de conceitos”, acredita.

Segundo Diego Callisto, membro da Secretaria de Vigilância em Saúde do Departamento de IST, Aids e Hepatites Virais, que veio de Brasília para o encontro, o evento está sendo propositivo como estratégia de enfrentamento de epidemias, como do HIV e outras ISTs (infecções sexualmente transmissíveis). “Queremos capacitar multiplicadores para que possam atuar em suas bases, compartilhando informações com outros jovens. O céu é o limite para sensibilizar o poder público”, diz

Diego Callisto, do Ministério da Saúde. Foto: MM

Quando o assunto são direitos, segundo a presidente da UNALGBT do Amapá, Adriana Lopes, “os LGBTs não querem privilégios”. “O que buscamos é igualdade”, afirma ela.

O encontro em Itabirito é organizado pela ONG itabiritense ITALGBT.    

Política

O encontro tem se demonstrado radicalmente contrário às reformas trabalhista e previdenciária, às mudanças na educação brasileira, e favorável a candidaturas de presidenciáveis de esquerda.