agosto 10, 2022

Minuto Mais

Informações sobre Brazil. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Journaloleme

Uzbequistão cancela planos para limitar autonomia de Karakalpak após protesto

Uzbequistão cancela planos para limitar autonomia de Karakalpak após protesto

O presidente uzbeque Shavkat Mirziyoyev participa de uma coletiva de imprensa com seu colega cazaque Kassym-Jomart Tokayev em Tashkent, Uzbequistão, em 15 de abril de 2019. REUTERS/Mukhtar Kholdorbekov // Arquivo de fotos

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

ALMATY (Reuters) – O gabinete do presidente do Uzbequistão, Shavkat Mirziyoyev, disse neste sábado que cancelou os planos de reduzir a autonomia da província de Caracalpaquistão após um raro protesto público na região noroeste.

Autoridades uzbeques disseram que a manifestação desta sexta-feira foi para protestar contra os planos de reforma constitucional que mudariam o status do Karakalpakstan, uma república autônoma habitada pelos Karakalpaks, uma minoria étnica com sua própria língua.

Autoridades locais e do governo disseram que a polícia dispersou os manifestantes depois que alguns deles tentaram invadir prédios do governo local em Nukus, capital da região, após uma manifestação no mercado central da cidade.

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

Mais tarde, Mirziyoyev emitiu um decreto declarando estado de emergência no Karakalpakstan por um mês “para garantir a segurança dos cidadãos, defender seus direitos e liberdades e restaurar o estado de direito e ordem” na região.

Sob a atual constituição uzbeque, Karakalpakstan é descrito como uma república soberana dentro do Uzbequistão e tem o direito de se separar por meio de um referendo.

A nova versão da Constituição – sobre a qual o Uzbequistão planeja realizar um referendo nos próximos meses – não menciona mais a soberania do Caracalpaquistão ou seu direito de secessão.

Mas em uma reação rápida ao protesto, Mirziyoyev disse no sábado durante uma visita ao Karakalpakstan que as mudanças em seu status deveriam ser retiradas da reforma proposta, disse seu escritório em comunicado.

READ  Mariupol: chefe do exército ucraniano diz que as pessoas arriscam suas vidas toda vez que saem do abrigo

O governo do Karakalpakstan disse em um comunicado no sábado que a polícia prendeu os líderes do protesto de sexta-feira e vários outros manifestantes que ofereceram resistência.

As mudanças relacionadas ao Caracalpaquistão fizeram parte de uma reforma constitucional mais ampla proposta por Mirziyoyev, que também inclui o fortalecimento dos direitos civis e a extensão do mandato presidencial de cinco anos para sete anos.

Se a reforma for endossada no referendo planejado, ela redefinirá o número de mandatos de Mirziyoyev e permitirá que ele concorra por mais dois mandatos.

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

Reportagem: Olgas Oyezov. Edição por Gareth Jones, Helen Popper e Daniel Wallis

Nossos critérios: Princípios de Confiança da Thomson Reuters.