agosto 10, 2022

Minuto Mais

Informações sobre Brazil. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Journaloleme

Standard & Poor’s rebaixa classificação da Rússia para lixo, Moody’s emite alerta de spam

Standard & Poor's rebaixa classificação da Rússia para lixo, Moody's emite alerta de spam

A invasão da Ucrânia pela Rússia provocou uma enxurrada de movimentos de classificação de crédito na sexta-feira, com a Standard & Poor’s rebaixando a Rússia para ‘lixo’, revisando a agência Moody’s rebaixando-a para lixo e a Standard & Poor’s e a Fitch cortando rapidamente a Ucrânia devido a preocupações com o default.

Não foi surpresa que os mercados financeiros de ambos os países tenham mergulhado em turbulência pelos eventos desta semana, a maior ofensiva militar na Europa desde a Segunda Guerra Mundial, que levou a duras sanções ocidentais contra Moscou.

Coloque seu negócio FOX em movimento clicando aqui

A Standard & Poor’s rebaixou o rating de crédito em moeda estrangeira de longo prazo da Rússia para “BB+” de “BBB-“, e alertou que poderia reduzir ainda mais os ratings, depois de obter mais clareza sobre as implicações macroeconômicas das sanções.

A S&P disse: “Em nossa opinião, as sanções anunciadas até o momento podem ter efeitos negativos significativos na capacidade do setor bancário russo de atuar como intermediário financeiro para o comércio internacional.

FOTO DO ARQUIVO: Banners vistos do lado de fora da sede da Moody’s em Manhattan, Nova York. Fotografia: Andrew Kelly/Reuters (Reuters/Andrew Kelly/Foto Reuters)

Também baixou a classificação da Ucrânia para “B-” de “B”.

A Rússia agora tem uma classificação de “grau de investimento” Baa3 da Moody’s e um equivalente BBB- da Fitch, devido a um dos níveis mais baixos de dívida do mundo, de apenas 20% do PIB, e quase US$ 650 bilhões em reservas cambiais.

Rússia invade a Ucrânia: atualizações ao vivo

No entanto, um rebaixamento do rating reduziria esse rating para uma categoria de subinvestimento “lixo” ou de alto risco.

READ  Olhe além da "miséria" e lembre-se de que o mercado acabará se recuperando, diz Jim Kramer

“A decisão de colocar os ratings em revisão para rebaixamentos de rating reflete os efeitos negativos do crédito no perfil de crédito da Rússia devido à imposição de sanções adicionais e mais severas”, disse a Moody’s em comunicado.

As revisões de classificação soberana podem levar meses, mas provavelmente serão mais rápidas desta vez.

Biden

WASHINGTON, DC – 22 de fevereiro: O presidente dos EUA, Joe Biden, faz comentários sobre os desenvolvimentos na Ucrânia e na Rússia e anuncia sanções contra a Rússia, da Sala Leste da Casa Branca em 22 de fevereiro de 2022 em Washington, DC. (Foto por Drew Angerer / J (Foto de Drew Angerer/Getty Images/Getty Images)

A Moody’s disse que sua decisão levará em conta a escala do conflito e a gravidade de sanções ocidentais adicionais, que já afetaram alguns grandes bancos russos, exportações militares e membros do círculo íntimo do presidente Vladimir Putin.

Ele acrescentou que também avaliaria até que ponto as grandes reservas de moeda da Rússia podem mitigar a turbulência causada pelas novas sanções e pelo conflito prolongado.

Bancos chineses impedem empréstimos à Rússia e negociam com Moscou

“A Moody’s procurará concluir a revisão quando esses efeitos de crédito se tornarem mais evidentes, principalmente porque o impacto de mais sanções tomar forma nos próximos dias ou semanas”, afirmou.

A Moody’s também colocou o já insignificante rating “B3” da Ucrânia sob revisão para rebaixamento.

No entanto, a Fitch não esperou e imediatamente mudou seu rating da Ucrânia em três níveis para “CCC” de “B”.

“Há um alto potencial para um período prolongado de instabilidade política, com a mudança de regime como um alvo potencial para o presidente Putin, aumentando a incerteza política e potencialmente minando a disposição da Ucrânia de pagar a dívida”, explicou ela.

A Moody’s também alertou que o intenso conflito pode deixar Kiev com dificuldades para pagar as dívidas.

A invasão russa afeta o comércio de bilhões na Ucrânia e na China

A Scope, uma agência de classificação europeia menor, estimou que a dívida do governo da Ucrânia poderia saltar acima de 90% do PIB até 2024, de cerca de 50% agora, enquanto a S&P Global alertou na sexta-feira sobre uma série de reduções como resultado da guerra.

A chefe do Fundo Monetário Internacional, Kristalina Georgieva, disse que o FMI está estudando todas as opções para ajudar a Ucrânia com mais apoio financeiro.

O banco central da Rússia impulsionou seu setor bancário com bilhões de dólares adicionais em moeda estrangeira e liquidez em rublos, enquanto o governo separadamente prometeu apoio total às empresas afetadas pelas sanções.

Esta não é a primeira vez que a Rússia é jogada no lixo. A Moody’s e a Standard & Poor’s tomaram medidas semelhantes no início de 2015, depois que a anexação da Crimeia e os preços mais baixos do petróleo causaram a crise do rublo.

CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS SOBRE A FOX BUSINESS

A Moody’s disse na sexta-feira que há “sérias preocupações” sobre a capacidade da Rússia de gerenciar o impacto disruptivo de novas sanções em sua economia, finanças públicas e sistema financeiro.

(Reportagem de Mark Jones em Londres, Mehr Bedi e Bhargav Acharya em Bengaluru; Edição de Sam Holmes e Clarence Fernandez)

READ  Nome delicioso, mas não Big Mac: Rússia abre restaurantes renomeados McDonald's