fevereiro 22, 2024

Minuto Mais

Informações sobre Brazil. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Journaloleme

Putin se vangloria de tomar mais território ucraniano e as ‘esmolas’ ocidentais estão secando

Putin se vangloria de tomar mais território ucraniano e as ‘esmolas’ ocidentais estão secando

O russo Vladimir Putin exultou com a perda de apoio internacional da Ucrânia e sugeriu planos para tomar mais território ucraniano no seu discurso anual na quinta-feira.

Putin, que parecia fortemente submetido a Botox, respondeu a centenas de perguntas enviadas por cidadãos, aparentemente sobre tudo, desde preços de ovos a sarampo, a prisioneiros políticos e à guerra na Ucrânia. Todas as perguntas – mostradas num telão enquanto Putin as respondia – foram pré-selecionadas por funcionários da administração presidencial. Basá.

Questionado sobre quando a guerra terminaria, Putin deu uma resposta contundente que deveria destruir quaisquer ilusões de que o Kremlin está pronto para negociar: “Só haverá paz quando atingirmos os nossos objectivos”, disse ele.

Ele vangloriou-se de que as tropas russas na Ucrânia só estavam a reforçar as suas posições depois de uma série de derrotas no campo de batalha no ano passado, acrescentando: “As nossas forças armadas estão a melhorar a sua posição em praticamente toda a linha”.

E insinuando abertamente planos de anexação territorial, Putin disse que a Ucrânia “não tinha nada a ver” com a região do Mar Negro e sugeriu que era de algum modo do conhecimento geral que a região pertencia realmente à Rússia.

“Odessa é uma cidade russa. Nós sabemos disso, todo mundo sabe disso. Não, eles inventaram bobagens históricas [to claim it as their own]Putin disse que suas tropas disparam mísseis rotineiramente contra a cidade portuária ucraniana desde que a invasão em grande escala começou no ano passado.

Separadamente, Putin pareceu reprimir uma risada ao falar sobre o esgotamento dos suprimentos de ajuda ocidental para a Ucrânia. Observando que Kiev depende de parceiros internacionais para fornecimentos militares, ele disse que os “manuais” acabarão por acabar.

READ  Entregas da Tesla: montadora entrega recorde de 1,3 milhão de veículos em 2022, mas ainda decepciona Wall Street

“E pelo que parece, eles estão chegando ao fim [now.]”

Entretanto, disse ele, a economia russa está em expansão.

“Enganou-se quem pensava que tudo ia desabar connosco, nada desabou [in Russia]”, disse Putin.

Quando o cansaço dos russos na guerra surgiu em meio a perguntas feitas a Putin, ele pareceu oferecer respostas cuidadosamente elaboradas, destinadas a suscitar empatia.

Por exemplo, quando questionado sobre os problemas enfrentados pelas empresas militares privadas, Putin lançou uma resposta sobre como aqueles “próximos” dele “deram as suas vidas pela sua pátria” enquanto serviam em tais grupos mercenários. A sua referência mais próxima foi ao seu associado de longa data, o falecido presidente do Grupo Wagner, Yevgeny Prigozhin, que morreu num acidente de avião no início deste ano, no que foi amplamente considerado uma vitória planeada pelo Kremlin.

O presidente russo também foi perseguido algumas vezes durante várias horas de conferências de imprensa que aparentemente foram deliberadamente autorizadas a expressar uma atmosfera de liberdade de expressão e legitimidade.

“Por que a sua ‘realidade’ entra em conflito com a nossa realidade vivida?” Leia uma pergunta. “Quem será o presidente da Federação Russa depois de você?”

“Você não precisa concorrer a outro cargo – abra caminho para os jovens!”

“Por que abrir instituições educacionais para bruxas e elas as queimam?”