fevereiro 5, 2023

Minuto Mais

Informações sobre Brazil. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Journaloleme

Os Estados Unidos veem poucas perspectivas de negociações da Ucrânia com Putin após a oferta de Biden

Os Estados Unidos veem poucas perspectivas de negociações da Ucrânia com Putin após a oferta de Biden

WASHINGTON – Um dia depois que o presidente Biden disse que estava disposto a conversar com o presidente russo, Vladimir Putin, sobre um possível acordo de paz na Ucrânia, o Kremlin deu uma resposta morna e as perspectivas de resolver o conflito brutal estão mais remotas do que nunca.

Biden disse na quinta-feira que teria sua primeira conversa com Putin desde antes da Rússia invadir a Ucrânia em 24 de fevereiro se o líder russo estivesse “procurando uma maneira de acabar com a guerra”. Mas as autoridades dos EUA disseram que a Rússia, como avaliaram anteriormente, não está disposta a negociar de boa fé, e as autoridades russas repetiram exigências de linha dura que Kyiv não aceita.

Embora os comentários de Biden tenham sido vistos por alguns como uma reafirmação de um movimento em direção às negociações de paz com a Rússia, John F. Kirby, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, disse a repórteres que a posição de Biden não mudou.

“O presidente tem sido muito consistente sobre isso”, disse Kirby. Ele não tem intenção de falar com o Sr. Putin agora. Como ele também disse, Putin não demonstrou absolutamente nenhuma inclinação para se interessar por qualquer tipo de diálogo. Na verdade, muito pelo contrário. Tudo o que ele faz mostra que o Sr. Putin está interessado em continuar esta guerra ilegal e injustificada.”

Em Moscou, o porta-voz do Kremlin, Dmitry S. Peskov, em entrevista coletiva na sexta-feira, disse que Putin permanece “aberto a contatos e negociações” e que a diplomacia é a “maneira preferida” de atingir os objetivos da Rússia.

Mas Peskov observou que os EUA “ainda não reconhecem novos territórios como parte da Rússia”, uma aparente referência a regiões do leste da Ucrânia que Putin reivindicou após Falsos referendos em setembrodizendo que “isso complica ainda mais a busca de um terreno comum para discussões mútuas”.

De fato, a posição russa exclui essencialmente negociações sérias com o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, que disse V.I Entrevista em meados de novembro De acordo com a Bloomberg News, a guerra não pode terminar até que a Ucrânia recupere todo o seu território da Rússia, incluindo as áreas supostamente anexadas, bem como a Crimeia, que a Rússia anexou em 2014.

READ  Alemanha diz que Ocidente concorda com mais sanções à Rússia após assassinato de Bucha

“Os russos deixaram claro que, é claro, não estão dispostos a um diálogo construtivo e uma diplomacia construtiva”, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, em entrevista coletiva. Ele acrescentou que qualquer conversa entre Biden e Putin “nada mais é do que uma conversa virtual neste momento”.

“Deixamos muito claro que os Estados Unidos e os países do mundo nunca – nunca, nunca – reconhecerão os territórios que a Rússia anexou ilegalmente, seja em 2014 ou mais recentemente, como parte de sua agora ilegal e brutal agressão contra a Ucrânia, — acrescentou o Sr. Price.

O comentário de Biden – feito durante uma entrevista coletiva com o presidente francês Emmanuel Macron, que conversou com Putin várias vezes no ano passado, inclusive no final de agosto – vem após alguma indicação de que altos funcionários dos EUA consideraram se os ataques progrediram. . Janela de negociação bem-sucedida. No mês passado, o chefe do Estado-Maior Conjunto, Mark A. Milley, disse a repórteres que a postura “forte” da Ucrânia cria “Possibilidade” de solução política.

Mas Anders Fogh Rasmussen, que serviu como secretário-geral da OTAN de 2009 a 2014, disse esta semana durante uma visita a Washington que conversou com funcionários do governo Biden e não viu nenhum sinal deles pressionando o governo ucraniano a começar a negociar com a Rússia.

“Foi uma ideia que acabou de ser lançada, mas foi prontamente descartada”, disse Rasmussen. “Isso realmente enfraqueceria a Frente Ocidental se tentássemos empurrar Zelensky para negociações de paz iniciais, porque isso seria uma armadilha.”

O Sr. Rasmussen acrescentou: “Putin não é sincero quando se trata de negociações de paz.”

Autoridades ucranianas disseram o mesmo, alertando que a Rússia pode tentar interromper os combates por causa das negociações – mas apenas para usar esse tempo para se preparar para novas ofensivas militares.

Macron reafirmou o apoio da França à Ucrânia e acenou com a cabeça para o fato de que a população ucraniana, enfurecida pela ocupação russa, não está disposta a fazer concessões. Ele disse que a França “nunca exortaria os ucranianos a fazerem um acordo que seria inaceitável para eles”.

READ  3 generais russos demitidos devido a lutas militares

Na sexta-feira, o ministro das Relações Exteriores da Itália, Antonio Tajani, disse que os ataques russos a alvos civis de infraestrutura, como redes elétricas, “tornam qualquer tipo de diálogo impossível”.

“Todos nós queremos a paz”, disse Tajani, “mas ela deve vir por meio da independência de Kyiv, não por meio de sua rendição.” A responsabilidade por esta situação é exclusivamente da Rússia. Agora o Kremlin deveria dar sinais concretos ao invés de bombardear a população”.

Funcionários da Casa Branca disseram que não ficaram surpresos com a reação da Rússia aos comentários de Biden. Poucos membros da equipe de segurança nacional do presidente esperavam algo diferente de Putin, dado o comportamento da Rússia nas últimas semanas, que incluiu ataques a alvos de infraestrutura que privaram grandes cidades, incluindo Kyiv, de calor, luz e água corrente.

Secretário de Estado Anthony J. Blinken em uma reunião da OTAN na Romênia na quarta-feira: “Este tratamento brutal do povo da Ucrânia é brutal.”

As autoridades disseram que o comentário de Biden sobre conversar com Putin não tinha a intenção de sinalizar uma mudança de política ou sugerir que o presidente estava se desviando de seu compromisso de garantir que a liderança da Ucrânia decidisse quando e como negociar o fim da guerra.

Assessores dizem que o presidente ainda acredita que as negociações serão necessárias. Mas eles também dizem que ele não acredita que conversas diretas com Putin serão possíveis a menos que “os fatos no terreno” mudem.

Em seus comentários na quinta-feira, Biden teve o cuidado de mostrar respeito pela Ucrânia e seus aliados da Otan, dizendo que só falaria com Putin depois de consultá-los primeiro.

Em parte, a carta pretendia mostrar apoio à diplomacia por parte de seus colegas. Macron enfatizou a importância de continuar o diálogo com o líder russo, mesmo que para evitar escaladas perigosas ou erros de cálculo. Ele ligou para Putin em agosto e deve se encontrar com ele em alguns dias. Olaf Schultz, chanceler alemão, Fale com o presidente russo na sexta-feira de manhã.

READ  Explosão nos Pirenéus franceses: Duas em cada sete crianças mortas em Saint-Laurent-de-la-Salanque

uma leituras do Kremlin Da ligação com Schulz, ele culpou o Ocidente pela ausência de negociações, dizendo que a abordagem ocidental de “bombardear o regime de Kyiv com armas” e fornecer-lhe apoio financeiro e político “leva Kyiv a rejeitar qualquer ideia de negociações “.

Mas há outros públicos a serem considerados também. Alguns líderes se preocupam com os efeitos econômicos da guerra, que elevou os preços dos alimentos e da energia em todo o mundo. E nos Estados Unidos, alguns legisladores republicanos e democratas progressistas expressaram frustração com o fato de o governo Biden, que forneceu quase US$ 20 bilhões em ajuda militar a Kyiv desde a invasão russa, parecer estar assinando “cheques em branco” sem descrever o fim do jogo. disputa.

Funcionários da Casa Branca disseram que o comentário do presidente sobre sua disposição de se encontrar com Putin sob certas circunstâncias não foi direcionado diretamente a esses grupos. Mas a nota, no entanto, indica que o governo Biden não bloqueou a possibilidade de diplomacia, embora o Sr. Biden não tenha falado com o Sr. Putin desde meados de fevereiro.

O Sr. Blinken falou com seu colega, Sergey V. Lavrov, apenas uma vez desde meados de janeiro, para discutir a possível libertação de dois americanos presos na Rússia, Paul Whelan e Brittney Griner. Biden também disse em outubro que estaria disposto a conversar com Putin sobre a libertação dos americanos.

Falando um dia antes dos comentários de Biden, Rasmussen, o ex-chefe da Otan, disse que não achava que a Ucrânia aceitaria um acordo de paz que permitiria à Rússia ocupar qualquer parte de seu território.

“Posso concluir com confiança que, enquanto você vir forças russas em solo ucraniano, haverá conflito”, disse ele. “A única saída para Putin é sair da Ucrânia.”

Elisabetta Povoledo Contribuir para a elaboração de relatórios.