dezembro 2, 2022

Minuto Mais

Informações sobre Brazil. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Journaloleme

O Kremlin diz que o comentário “No Minsk 3” de Zelensky confirma a relutância de Kyiv em negociar

O Kremlin diz que o comentário "No Minsk 3" de Zelensky confirma a relutância de Kyiv em negociar

LONDRES (Reuters) – O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse nesta terça-feira que a declaração de Volodymyr Zelensky de que não haverá acordo “Minsk-3” para encerrar os combates na Ucrânia confirma que Kyiv não está interessada em negociações de paz com Moscou, informou a agência de notícias RIA Novosti. mencionado.

Falando via link de vídeo para a cúpula do G20 em Bali, o presidente ucraniano descartou na terça-feira um terceiro “acordo de Minsk”, referindo-se a dois acordos de cessar-fogo fracassados ​​entre Kyiv e Moscou sobre o status da região leste de Donbass.

“Não permitiremos que a Rússia espere, mobilize suas forças e então comece uma nova série de terrorismo e desestabilização global. Não haverá Minsk 3, que a Rússia violará imediatamente após o acordo”, disse Zelensky.

Questionado na terça-feira se a declaração confirma que Kyiv não está pronta para negociar com a Rússia, Peskov disse à agência de notícias estatal RIA Novosti: “Absolutamente”.

As negociações de paz entre os dois lados foram incompletas nos últimos meses, depois que as primeiras tentativas de intermediar um cessar-fogo em Istambul fracassaram durante as primeiras semanas da guerra.

A Alemanha e a França intermediaram o primeiro dos acordos de Minsk – assinados em 2014 e 2015 – para um cessar-fogo no leste da Ucrânia em meio a uma guerra entre separatistas apoiados pela Rússia e Kiev. Ambos os lados se acusaram mutuamente de violar o acordo.

(Reportagem da Reuters; Edição de Jay Faulconbridge)

READ  Forças russas atacam uma cidade importante no leste da Ucrânia