julho 24, 2024

Minuto Mais

Informações sobre Brazil. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Journaloleme

O crescente interesse de Powell em esfriar o mercado de trabalho aumenta as esperanças de um corte nas taxas por parte do Fed

O crescente interesse de Powell em esfriar o mercado de trabalho aumenta as esperanças de um corte nas taxas por parte do Fed

O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, reiterou na quarta-feira que está prestando mais atenção à desaceleração do mercado de trabalho, outro sinal aos observadores do mercado de que o banco central está perto de cortar as taxas de juros.

“Penso que durante muito tempo deveríamos ter estado muito concentrados no mandato da inflação”, disse Powell aos legisladores da Câmara, referindo-se a um aspecto da dupla missão do banco central de manter a estabilidade de preços e o emprego máximo.

“Mas penso que agora chegámos ao ponto em que o mercado de trabalho está praticamente equilibrado onde deveria estar, e é por isso que estamos a olhar para ambos os lados.”

A Reserva Federal manteve as taxas de juro nos níveis mais elevados dos últimos 23 anos durante cerca de um ano, numa tentativa de reduzir a inflação.

Agora, com a inflação a começar a abrandar novamente, Powell explica que o banco central está a tornar-se cada vez mais consciente dos riscos colocados por um mercado de trabalho em desaceleração.

A mais recente evidência disto surgiu na sexta-feira passada, quando um novo relatório mostrou que a taxa de desemprego em Junho aumentou um décimo de por cento pelo segundo mês consecutivo, para 4,1%. Embora esta taxa ainda seja historicamente baixa, é superior a 3,4% no início do ano passado.

Consulte Mais informação: Como o mercado de trabalho afeta a inflação?

WASHINGTON, DC - 10 DE JULHO: O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, fala durante uma audiência do Comitê de Serviços Financeiros da Câmara sobre o relatório semestral de política monetária do Federal Reserve no Capitólio dos EUA em 10 de julho de 2024 em Washington, DC.  Powell discutiu a redução das taxas de inflação, dizendo

O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, fala aos membros da Câmara na quarta-feira. (Foto: Bonnie Cash/Getty Images) (Bonnie Cash via Getty Images)

O reconhecimento de Powell destes riscos do mercado de trabalho é um sinal para os observadores da Fed de que um corte nas taxas de juro se aproxima, talvez já em Setembro.

READ  Dados comerciais chineses para outubro de 2023

Mas o chefe do banco central recusou-se na quarta-feira a dizer quando os cortes começariam, deixando claro que são necessários mais dados sobre a desaceleração da inflação.

Powell disse ter alguma confiança de que a inflação está a caminho de cair para a meta, mas a questão agora é se o banco central está suficientemente confiante de que a inflação regressará à meta de 2%.

“Ainda não estou pronto para dizer isso”, disse Powell.

Consulte Mais informação: O que a decisão do Fed sobre taxas de juros significa para contas bancárias, certificados de depósito, empréstimos e cartões de crédito

Powell falou na quarta-feira perante o Comitê de Serviços Financeiros da Câmara como parte de seu comparecimento semestral obrigatório perante o Congresso. Ele também testemunhou perante o Comitê Bancário do Senado na terça-feira.

Powell também passou mais tempo na quarta-feira, assim como na terça-feira, defendendo a independência do banco central durante um ano eleitoral acirrado.

“Você não deve permitir que a política obscureça a política monetária do Fed”, disse o presidente do Comitê de Serviços Financeiros da Câmara, Patrick McHenry, a Powell.

Outro republicano, Mike Lawler, perguntou a Powell se ele reconhecia que o corte das taxas de juro em Setembro “poderia ser considerado político apenas 30 a 60 dias antes das eleições”.

Powell recusou-se a permitir que a política desempenhasse qualquer papel em qualquer decisão tomada pelo banco central.

“Não é apropriado pensarmos em ciclos eleitorais”, disse ele.

Ele se comprometeu a estar presente em seu gabinete após o resultado das eleições que serão realizadas em novembro próximo, independentemente do resultado.

“Esta é a minha quarta corrida presidencial pelo Fed e posso dizer que viremos trabalhar no dia seguinte e faremos o nosso trabalho.”

READ  Ações sobem antes dos dados de inflação dos EUA; Euro afunda: mercados embrulhados

Clique aqui para uma análise aprofundada das últimas notícias e eventos do mercado de ações que movimentam os preços das ações

Leia as últimas notícias financeiras e de negócios do Yahoo Finance