fevereiro 26, 2024

Minuto Mais

Informações sobre Brazil. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Journaloleme

O candidato finlandês de centro-direita, Alexander Stubb, declarou-se o vencedor da presidência com aproximadamente 52% dos votos

O candidato finlandês de centro-direita, Alexander Stubb, declarou-se o vencedor da presidência com aproximadamente 52% dos votos

Os finlandeses foram às urnas no domingo para votar para presidente e, após uma disputa acirrada, o ex-primeiro-ministro Alexander Stubb, do partido de centro-direita Coalizão Nacional, destituiu por pouco o membro liberal do Partido Verde, Pekka Haavisto.

A Reuters informou que Stubb, o ex-primeiro-ministro, declarou-se vencedor no segundo turno depois de obter 51,6% dos votos, em comparação com 48,4% de Haavisto, após 99,7% dos votos terem sido contados.

Como presidente, o novo chefe de Estado da Finlândia será responsável por questões como a segurança e a política externa do país, bem como a sua atitude em relação à Rússia, com a qual partilha fronteira.

Staub é pró-europeu e apoiou fortemente a Ucrânia, ao mesmo tempo que adoptou uma linha dura contra a Rússia.

Os candidatos presidenciais na Finlândia competem para moldar as políticas externa e de segurança do país em relação à Rússia

O candidato presidencial do Partido da Coalizão Nacional (NCP), Alexander Stubb, reage na recepção eleitoral realizada em Helsinque, Finlândia, em 11 de fevereiro de 2024. Os finlandeses votaram no domingo nas eleições presidenciais com dois políticos experientes enfrentando o papel que ganhou importância à luz dos membros do O país faz parte da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e as tensões estão aumentando com a vizinha Rússia. (Foto de Emi Korhonen/Lehtikova/AFP via Getty Images)

O vencedor presidencial disse em declarações televisivas que considerava a sua vitória “a maior honra” da sua vida.

“O sentimento é tranquilo e humilde, mas é claro que, ao mesmo tempo, estou muito feliz e grato pelos finlandeses terem votado em tão grande número e por eu ser o presidente da República da Finlândia”, disse Stubb.

READ  Prêmio Nobel da Paz: Narges Mohammadi, ativista iraniano preso, laureado em 2023

A Finlândia rumou para um segundo turno nas eleições presidenciais depois que Staub venceu o primeiro turno com 27,2% dos votos, como era amplamente esperado.

Finlândia estende fechamento da fronteira russa, dizendo que Moscou não parou de enviar migrantes

Chefe de Política Finlandesa Staab

O candidato presidencial do Partido da Coalizão Nacional (NCP), Alexander Stubb (L), e o candidato apoiado pelo Partido Verde à Assembleia Eleitoral Não-Partidária, Pekka Haavisto, interagem durante um evento noturno eleitoral na Prefeitura de Helsinque, em Helsinque, Finlândia, em 11 de fevereiro de 2024. (Foto de Heikki Sukuma/Lehticova/AFP via Getty Images)

O Presidente da Finlândia tem poder executivo para formular a política externa e de segurança, ao mesmo tempo que comanda os militares. O presidente mantém-se em grande parte fora da política interna.

Stapp é descrito como um conservador liberal, em comparação com Haavisto, um ativista ambiental com opiniões de centro-esquerda. No entanto, ambos os candidatos assumiram posições semelhantes no que diz respeito a questões de política externa, incluindo a Rússia e a ajuda à Ucrânia.

Haavisto parabenizou seu rival no domingo, chamando Stubbs de “o 13º presidente da Finlândia”.

A Finlândia prepara-se para um segundo turno nas eleições presidenciais com a participação do ex-primeiro-ministro e ex-diplomata-chefe

Abraços Parada

O candidato presidencial do Partido da Coalizão Nacional (NCP), Alexander Stubb (CR), e o primeiro-ministro finlandês Petri Örpo (CL), se abraçam depois que os resultados da votação antecipada são revelados em sua recepção eleitoral em Helsinque, Finlândia, em 11 de fevereiro de 2024. (Foto de Emi Korhonen/Lehtikova/AFP via Getty Images)

“Acho que a Finlândia tem agora um bom presidente”, disse ele. “Alexander Stubb é uma pessoa experiente e competente para o trabalho. Chega de fofocas.”

READ  Líder da Bielorrússia aprova transferência forçada de crianças ucranianas, segundo figura da oposição

Os resultados eleitorais marcam uma nova era para a Finlândia, depois de décadas elegendo presidentes que promoveram a diplomacia com a Rússia e optaram por não participar em alianças militares para que pudessem acalmar as tensões entre a NATO e a Rússia.

Depois que a Rússia invadiu a Ucrânia em 2022, o país mudou de posição e aderiu à Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) em abril de 2023.

CLIQUE PARA OBTER O APLICATIVO FOX NEWS

Stubb substituirá Sauli Niinistö, que se aposentará após dois mandatos de seis anos.

Niinistö foi apelidado de “sussurrador de Putin” devido à sua estreita relação com o líder russo.

A Reuters contribuiu para este relatório.