fevereiro 5, 2023

Minuto Mais

Informações sobre Brazil. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Journaloleme

Número de mortos em ataque com mísseis russos na Ucrânia sobe para 40

  • Ministro da Defesa da Alemanha renuncia

DNIPRO/KYIV, Ucrânia, 16 Jan (Reuters) – O número de mortos em um ataque com mísseis russos na cidade ucraniana de Dnipro subiu para 40 nesta segunda-feira, com dezenas de desaparecidos, o pior incidente civil da campanha de bombardeios de três meses em Moscou. Mísseis em cidades distantes do front.

A ministra da Defesa da Alemanha, Christine Lambrecht, renunciou na segunda-feira, depois que os comentários sobre a guerra caíram em ouvidos surdos no que se espera ser uma das semanas mais importantes para delinear o apoio militar ocidental a Kiev.

Enquanto os aliados se reúnem na sexta-feira para discutir a ajuda militar em uma base aérea dos EUA na Alemanha, Berlim está sob intensa pressão para permitir a exportação de seus tanques de batalha Panther, que a Ucrânia espera que se tornem a espinha dorsal de uma nova força blindada.

Autoridades ucranianas admitiram que esperavam que ninguém estivesse vivo nos escombros do ataque de sábado em Dnipro, mas o presidente Volodymyr Zelensky disse que o resgate na cidade ucraniana central continuaria “enquanto houver poucas chances de salvar vidas”.

“Dezenas de pessoas, incluindo seis crianças, foram resgatadas dos escombros. Estamos lutando por cada pessoa!” Zelensky disse em um discurso televisionado durante a noite.

Moscou nega ter alvejado deliberadamente civis em uma campanha de ataques aéreos desde outubro que cortou eletricidade e água em cidades ucranianas, e diz que o incidente em Dnipro foi causado por defesas aéreas ucranianas.

Kyiv diz que não há como abater um míssil anti-navio que atingiu um prédio de apartamentos em Dnipro no sábado, durante a última barragem de ataques da Rússia.

READ  Os níveis de gases de efeito estufa atingiram recorde; O mundo está lutando para controlar os danos

Pelo menos 40 pessoas foram mortas no ataque, e outras 30 ainda estão desaparecidas, disse o oficial da cidade, Gennady Gorban. 75 pessoas, incluindo 14 crianças, ficaram feridas.

Semana do Tanque

O governo alemão disse que o chanceler Olaf Scholz aceitou a renúncia de Lambrecht e logo o substituirá por um novo ministro da Defesa.

Três dias antes de sua partida, ele recebeu seu secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, e quatro dias antes na Base Aérea de Ramstein, na Alemanha, onde aliados se reunirão para coordenar o apoio militar a Kiev.

Lambrecht foi criticado nos últimos dias por ser surdo após uma mensagem de véspera de Ano Novo filmada antes dos fogos de artifício, onde ele falou sobre oportunidades de conhecer “pessoas interessantes e ótimas” como resultado da guerra na Ucrânia.

Espera-se que a próxima semana veja intensa diplomacia para garantir mais armas para Kiev, com a Alemanha até agora relutante em entregar tanques ou permitir que seus aliados os enviem.

França, Estados Unidos e Alemanha prometeram veículos de combate blindados este mês, mas o Ocidente até agora adiou o fornecimento de grandes tanques de batalha. A Grã-Bretanha quebrou essa barreira no fim de semana ao receber o Challengers.

Moscou acusou o Ocidente de intensificar o conflito, apesar de a Rússia dizer que o fornecimento de tanques não afetaria o curso da guerra. O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse na segunda-feira que os tanques britânicos “irão queimar como qualquer outro”.

READ  Tribunal de apelações dos EUA bloqueia temporariamente o plano de perdão de empréstimos estudantis de Biden

Os aliados da OTAN da Europa Oriental e Central dependem principalmente dos Panthers construídos na Alemanha, que são considerados os tanques ocidentais mais adequados para formar o núcleo de uma nova força blindada ucraniana. A Polônia e a Finlândia disseram na semana passada que queriam enviá-los, mas isso exigiria a aprovação de Berlim.

No segundo semestre de 2022, as forças ucranianas recapturaram muitas áreas. Mas, apesar dos intensos combates nos quais se acredita que ambos os lados sofreram pesadas baixas, as linhas de frente permaneceram praticamente congeladas nos últimos dois meses. Kiev diz que a nova blindagem ocidental quebrará o impasse, dando às suas forças a capacidade de romper as linhas defensivas russas.

Moscou disse na semana passada que capturou a cidade de mineração de sal de Soledar, no que seria sua maior vitória no campo de batalha desde agosto passado. Kyiv diz que ainda há algumas reservas na cidade e os combates continuam.

“Simplificando, a guerra continua”, disse a vice-ministra da Defesa, Hannah Malier, no aplicativo de mensagens Telegram. “Todas as outras informações não foram verificadas.”

Os aliados ocidentais da Ucrânia dizem que é improvável que a luta por Solitaire tenha um impacto muito amplo, com uma população pré-guerra de 10.000 habitantes, onde ambos os lados precisarão de mão de obra para batalhas decisivas por causa das pesadas baixas.

A Ucrânia alertou que Moscou pode planejar uma nova ofensiva nas próximas semanas, inclusive na Bielorrússia, aliada próxima, que permitiu à Rússia usar seu território como base de preparação, mas até agora resistiu a entrar diretamente na guerra.

A Rússia e a Bielo-Rússia iniciaram exercícios conjuntos de aviação militar na segunda-feira. Minsk disse que os exercícios são defensivos e não entrarão em guerra.

READ  Anúncios ao vivo: a guerra da Rússia na Ucrânia

“Estamos mantendo o controle e a paciência, mantendo nossa munição seca”, disse Pavel Muraveko, primeiro vice-secretário de estado do Conselho de Defesa da Bielorrússia, de acordo com um post no aplicativo Telegram do Ministério da Defesa da Bielorrússia no domingo.

Reportagem adicional de Lydia Kelly e Dan Beleschuk de Peter Graff; Edição por Frank Jack Daniel

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.