agosto 15, 2022

Minuto Mais

Informações sobre Brazil. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Journaloleme

Índia proíbe plásticos descartáveis ​​para combater poluição

Índia proíbe plásticos descartáveis ​​para combater poluição

Ao anunciar a proibição, o governo rejeitou as demandas de empresas de alimentos, bebidas e bens de consumo para adiar a restrição para evitar distúrbios.

Mas a Índia, que usa cerca de 14 milhões de toneladas de plástico anualmente, carece de um sistema organizado de gerenciamento de resíduos plásticos, o que leva a um lixo generalizado.

As ruas da cidade estão cheias de plástico de segunda mão que sufoca bancos, rios e oceanos, além de matar animais.

O governo do primeiro-ministro Narendra Modi disse em comunicado que a proibição da Índia de plásticos descartáveis ​​inclui canudos, talheres, protetores de ouvido, filme de embalagem, palitos de plástico para balões, doces, pacotes de sorvete e cigarro, entre outros produtos.

As indianas PepsiCo, Coca-Cola, Parle Agro, Dabur e Amul fizeram lobby para que os canudos fossem isentos da proibição.

Para alívio dos consumidores, o governo, por enquanto, isentou as sacolas plásticas, mas pediu aos fabricantes e importadores que aumentem a espessura para promover a reutilização.

Além das empresas de alimentos, bebidas e bens de consumo, os fabricantes de plástico também reclamaram da proibição, dizendo que não lhes deu tempo suficiente para se prepararem para a restrição.

Alguns especialistas acreditam que a implementação da proibição pode ser difícil. O governo decidiu criar salas de controle para verificar qualquer uso ilegal, venda e distribuição de produtos plásticos de uso único.

De acordo com as Nações Unidas, o lixo plástico está causando proporções epidêmicas nos oceanos do mundo, com 100 milhões de toneladas despejadas lá. Os cientistas descobriram grandes quantidades de microplásticos nos intestinos de mamíferos do fundo do oceano, como as baleias.