dezembro 5, 2022

Minuto Mais

Informações sobre Brazil. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Journaloleme

Cientistas esperam que Webb seja o primeiro passo na identificação de sinais de vida no espaço

Cientistas esperam que Webb seja o primeiro passo na identificação de sinais de vida no espaço

Poderia haver vida no espaço? Os cientistas esperam que o Telescópio Espacial James Webb os ajude a chegar mais perto da resposta.

Os astrônomos ainda precisam encontrar um sistema solar bastante semelhante ao nosso. Dos milhares de exoplanetas conhecidos, nenhum se compara aos planetas do quintal cósmico. Mas os cientistas estão apenas começando a arranhar a superfície desses planetas fora do sistema solar. O próximo passo é olhar para dentro.

Webb observará as atmosferas de exoplanetas, alguns dos quais provavelmente habitáveis. Desde a descoberta dos primeiros exoplanetas na década de 1990, muitos se perguntam se poderíamos encontrar outra Terra lá, um lugar chamado Planeta B.

Até agora, estudar esses objetos não revelou outra Terra, disse Klaus Pontopedan, cientista do Projeto Espacial do Webb, e é improvável que, mesmo com tecnologia como o Webb, não haja um “análogo real da Terra” lá. Telescope Science Institute em Baltimore.

sinais de vida: O Telescópio Webb vai olhar dentro das atmosferas de exoplanetas que orbitam estrelas muito menores que o nosso sol. Esses planetas estão ligados a uma ideia interessante: e se a vida ocorresse de forma diferente fora da Terra? É algo que os sucessores deste telescópio poderão investigar nas próximas décadas.

De fato, a tarefa de identificar sinais de vida em outros planetas já está definida para futuros telescópios, como os mostrados em Pesquisa de contrato Astro2020 lançada recentemente Isso procuraria 25 exoplanetas potencialmente habitáveis.

“Eu realmente quero que possamos encontrar vida em algo que não se pareça muito com a Terra”, disse Nicole Lewis, astrofísica e professora assistente de astronomia na Universidade de Cornell.

Ela disse que a vida, como a entendemos, precisa de energia, fluidos e temperatura certos. O que acontece quando um possível sinal de vida é revelado? Encontrar o sinal é fascinante – e saber o próximo passo é crucial, disse Sarah Seeger, astrofísica, cientista planetária e professora do MIT.

READ  O oxigênio da Terra veio de uma fonte inesperadamente profunda e quente, notas do estudo: ScienceAlert

Se for determinado que não há outra maneira de criar um potencial sinal de vida, a colaboração será um aspecto fundamental, disse Lewis. Envolver-se com químicos, biólogos e pessoas de várias disciplinas fora da astronomia e ciências planetárias pode determinar o caminho a seguir.

“Espero que tenhamos cuidado e contataremos todos os especialistas envolvidos para tentar entender se isso é, de fato, uma assinatura que pode significar que existe vida neste planeta e, com sorte, anunciar isso”, disse. disse Luís.

Jill Tarter, astrônoma e ex-diretora do SETI Research Center, acredita que a resposta para encontrar vida pode depender de impressões digitais técnicas, em vez de biometria, porque a evidência de tecnologia passada ou atual é “potencialmente menos ambígua”.

A biometria pode ser gases ou partículas que mostram sinais de vida. Assinaturas técnicas são sinais que podem ser gerados pela vida inteligente.

Leia mais sobre a busca por vida no espaço aqui.

Ver mais: