fevereiro 4, 2023

Minuto Mais

Informações sobre Brazil. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Journaloleme

Atualizações ao vivo: a guerra da Rússia na Ucrânia

O chefe do fornecedor de energia nuclear da Ucrânia disse que a empresa recebeu informações de que as forças russas estão se preparando para se retirar da usina nuclear de Zaporizhzhia.

“Agora estamos observando sinais de que os agressores russos estão se preparando para se retirar”, disse Petro Kotin, chefe da Energoatom, em comunicado no domingo.

“Primeiro, muitas publicações começaram a aparecer na mídia russa dizendo que a central nuclear de Zaporizhia deveria ser deixada em paz, talvez entregue ao controle (da Agência Internacional de Energia Atômica)”, disse Kotin em entrevista. mídia ucraniana no domingo. “Você sabe disso, eles estão empacotando e roubando tudo o que podem encontrar.”

A AIEA não divulgou nenhuma informação para apoiar a declaração de Godin, e a CNN procurou o órgão de vigilância nuclear da ONU para comentar.

O responsável da Energoatom sublinhou que “ainda é muito cedo para dizer que os militares russos estão a abandonar a central”, mas que estão a “preparar-se”.

Godin disse que os russos empilharam “tudo o que podiam no local da central nuclear de Zaporizhia – equipamento militar e pessoal, junto com caminhões, provavelmente armas e explosivos”, e cortaram a paisagem da usina.

Lembrar: Antes da invasão russa da Ucrânia em fevereiro, Zaporizhia abrigava a maior usina nuclear da Europa. Está sob controle russo desde março.

A usina e as áreas vizinhas, incluindo a cidade vizinha de Enerhodar, estão sob constante bombardeio, aumentando o temor de um acidente nuclear devido à interrupção do fornecimento de energia da usina. A Rússia e a Ucrânia estão culpando uma à outra pelo bombardeio.