Fogo no parque. Foto: divulgação Corpo Bombeiros Militares

De acordo com os jornais belo-horizontinos, Estado de Minas e Hoje em Dia, com base em informações de militares, os ladrões que tentaram roubar a carga de cigarros na quarta-feira (30), na BR-356, em Ouro Preto, são os principais suspeitos de atear mais fogo ao Parque do Itacolomi. Eles teriam feito isso para despistar a PM.

As chamas começaram na última segunda-feira (28). Segundo o jornal Hoje em Dia, a queimada havia sido controlada na quarta-feira (30). Contudo, quatro horas depois, quando as equipes já estavam sendo desmobilizadas, um novo incêndio começou.

Ainda de acordo com o jornal, na manhã desta quinta-feira (31), 36 militares do Corpo de Bombeiros, brigadistas e voluntários tentaram combater o incêndio florestal.

Segundo homens do Corpo de Bombeiros Militares de Ouro Preto, em depoimento informal ao Minuto Mais, a previsão é de mais quatro dias de trabalho tentando controlar as chamas uma vez que não há previsão de chuvas imediatas.

Setembro: quando as chuvas voltam

Chamas são combatidas desde segunda-feira na área verde. Foto: Leo Homssi

“A tendência para setembro, outubro e novembro é de chuvas em forma de pancadas, especialmente, no período da tarde e início da noite. Contudo, tal situação não contribui para um armazenamento hídrico considerável, sendo que no trimestre dos meses de novembro, dezembro e janeiro, a probabilidade de chuva significativa é maior, de acordo com a climatologia de Ouro Preto e região.”

Essa foi a resposta dada pelo Instituto PUC TempoClima aos sites Impacto Atual e Minuto Mais ao ser questionado sobre quando as chuvas estarão de volta na Região dos Inconfidentes, mais exatamente em Itabirito, Ouro Preto e Mariana.

Todavia, segundo o site Climatempo, não choverá na primeira quinzena de setembro.

Por sua vez, de acordo com a meteorologista Ruany Xavier, da Cemig, em entrevista ao MGTV (TV Globo Minas), a partir de novembro, deve chover mais em 2017 que no mesmo período de 2016 na Região Central do estado.

Segundo a meteorologista, em outubro, deve cair 120 mm de chuva e em novembro e dezembro, 300 mm.

Pelos números apresentados pelo MGTV, caso a chuva se concentre em um período de poucos dias pode sim haver complicações decorrentes do excesso de água. Informação confirmada pelo telejornal.