Igor Arcanjo Mendes, a vítima, ia para um show e foi morto na cidade ouro-pretana. Foto: reprodução

Igor Arcanjo Mendes (20), que morreu depois de levar um tiro na cabeça efetuado por um PM em uma ação precipitada, foi enterrado neste domingo (17) em Ouro Preto (MG).

Segundo a assessoria de comunicação da Policia Militar, o policial achou que Igor pegaria uma arma.

A abordagem policial foi na noite da última sexta-feira no Centro ouro-pretano.

Segundo o Portal G1, o rapaz era passageiro em um Fiat Pálio a caminho de um show, com outros cinco ocupantes, quando o motorista teria desobedecido uma ordem de parada na Rua Pacífico Homem de Melo. A PM também afirmou que o carro estaria em alta velocidade. O motorista contesta.

Em nota, a PM diz que a vítima teria feito um movimento brusco no momento que recebeu a ordem de descer do carro, o que fez com que um dos policiais acreditasse que ele sacaria uma arma de fogo.

Igor foi atingido na cabeça e morreu no local. O policial, que não teve a identidade revelada pela corporação, alega ter atirado em legítima defesa.

Nas redes sociais, amigos e familiares do rapaz postaram imagens em referência ao luto e à indignação com o caso.

Informações extraoficiais dão conta de que o policial não está preso.