Protesto em Mariana feito por alunos e professores da Ufop. Foto: divulgação

MARIANA (MG) – Estudantes e professores do Instituto de CiA?ncias Humanas e Sociais (ICHS), da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), na quarta-feira (13), fizeram um protesto no campus marianense e pelas ruas de Mariana a�?em favor da retomada do diA?logo com a arquidiocese em prol da manutenA�A?o do ICHS no imA?vela�?, escreveu o professor universitA?rio Erisvaldo dos Santos, por meio de seu perfil no Facebook.

Dia 13 em Mariana. Foto: divulgaA�A?o.

Em 1980, o imA?vel foi cedido, pela Igreja A� universidade, em comodato. A contrapartida da escola seria restaurar o espaA�o. Contudo, como admite o prA?prio professor, o imA?vel estA? em ruA�nas.

Para a Arquidiocese de Mariana, a Ufop nA?o cumpriu com o acordo. Somado a isso, a administraA�A?o eclesiA?stica, na versA?o da Igreja, tem contestado na JustiA�a o pedido judicial da universidade que reivindica a posse do imA?vel.

A arquidiocese afirma que nA?o cessou qualquer tipo de diA?logo e que nunca pediu a remoA�A?o imediata da escola.

HA? um disparate nas versA�es. Estudantes e professores dizem que a igreja nA?o quer dialogar. A arquidiocese nega que haja interrupA�A?o da conversa.

Mariana (MG). Foto: divulgaA�A?o

A igreja tem vencido na JustiA�a porque de fato A� a dona dos prA�dios (sA?o mais de um). E a universidade, por sua vez, nA?o cumpriu com o que foi acordado: de recuperar o PatrimA?nio HistA?rico.

Em meio ao “fogo cruzado”, os estudantes sA?o as primeiras vA�timas.A�

VersA?o dos manifestantes

O professor Erisvaldo escreveu em seu Facebook: A�

a�?(…) precisamos alinhar nosso discurso em termos analA�ticos, para evidenciar o que estA? em jogo na ordem judicial de desocupaA�A?o do ICHS. NA?o dA? para acirrar a briga com a Arquidiocese de Mariana que tem direitos histA?ricos e afetivos sobre o prA�dio do Antigo SeminA?rio Nossa Senhora da Boa Morte. Precisamos reinstalar o diA?logo com o objetivo de sensibilizar a Igreja CatA?lica na defesa do ensino superior pA?blico, gratuito, laico e socialmente referenciado. Isso A� muito mais do que defender a funA�A?o social de um imA?vel da Igreja, porque implica em defender conquistas do Estado DemocrA?tico de Direito, as quais estA?o garantidas na ConstituiA�A?o de 1988! Estamos perdendo essas conquistas e todas as outras relacionadas A� expansA?o da educaA�A?o superior para a populaA�A?o negra e as camadas mais pobres de nossa sociedade! A Igreja CatA?lica de Mariana nA?o pode se furtar a uma tarefa fundamental da tradiA�A?o cristA? neste momento: Discernimento!a�?.

VersA?o da Igreja

A Arquidiocese de Mariana, em nota oficial assinada pelo arcebispo Dom Geraldo Lyrio Rocha, divulgou:

a�?1. Na dA�cada de 1980, a Arquidiocese de Mariana cedeu em comodato A� Ufop o prA�dio do antigo SeminA?rio Nossa Senhora da Boa Morte, por 50 anos, e o denominado PrA�dio das Aulas e o PalA?cio dos Bispos, por 30 anos. Em contrapartida, a Ufop se responsabilizaria pela restauraA�A?o e conservaA�A?o desses prA�dios, o que nA?o ocorreu em relaA�A?o ao PalA?cio dos Bispos e parte dos prA�dios antigos. Posteriormente, a Ufop reivindicou para si a propriedade dos prA�dios pertencentes A� arquidiocese, o que motivou uma aA�A?o judicial julgada favoravelmente A� arquidiocese em todas as instA?ncias;

2-A�ApA?s a decisA?o definitiva da JustiA�a emitida em 27 de agosto de 2016, que, entre outras determinaA�A�es, estabelece o fim do comodato, a arquidiocese tem mantido diA?logo de negociaA�A?o com a Ufop em vista do cumprimento da sentenA�a judicial. Ainda nA?o se chegou a uma conclusA?o nessas negociaA�A�es;

3-A�A bem da verdade, em nenhum momento a Arquidiocese de Mariana exigiu da Ufop a desocupaA�A?o dos prA�dios.A�

Fiel A� sua missA?o evangelizadora e ao seu compromisso com a educaA�A?o e a cultura, a Arquidiocese de Mariana se mantA�m aberta ao diA?logo com a Ufop, em busca de soluA�A?o que seja satisfatA?ria para ambas as partesa�?.