500 pessoas são resgatadas com vida em Mariana; Itabirito leva donativos

Membros da Defesa Civil, bombeiros e parte dos donativos arrecadados - Foto: Adalberto Oliveira/Minuto Mais

Centenas de quilos de materiais, como roupas e alimentos não perecíveis, saíram agora há pouco de Itabirito para Mariana. Trata-se do resultado de algumas horas de arrecadação promovida pelos bombeiros civis itabiritenses que será entregue aos atingidos pela tragédia que aconteceu em Bento Rodrigues, no município marianense. Uma barragem da empresa Samarco se rompeu e atingiu o distrito e outras regiões. A catástrofe teve consequências avassaladoras. Fala-se de 15 a 16 mortos. Entretanto, até agora, duas morte estão confirmadas. É a maior tragédia da história de Mariana.

Bombeiros de Itabirito levam donativos a Mariana - Foto Minuto Mais (2)
Foto: Adalberto Oliveira/Minuto Mais

Segundo o jornal O Tempo, ainda não é possível confirmar o número oficial de vítimas e desaparecidos, mas os bombeiros divulgaram que pelo menos 13 pessoas estão desaparecidas e mais de 500, entre ilhadas e feridas, já foram resgatadas.

As pessoas resgatadas com ferimentos estão sendo encaminhadas para Pronto-Atendimento do hospital de Mariana e demais municípios próximos e, os desabrigados, para um ginásio onde equipes prestam auxílio.

Ainda de acordo com o jornal, moradores contaram que ouviram gritos de gente, que estariam na lama, durante a noite passada. Não há sinal de vida na parte soterrada, mas os moradores insistem em procurar e a polícia está impedindo a passagem pelo risco de soterramento.

“O cenário aqui é muito triste. Não dá para ver a cidade, só telhado, lama, carros em cima de casas. É possível ver umas 30 casas cobertas de lama, mas moradores dizem que onde só se vê lama ainda tem mais casa por baixo. Muita criação de animal morreu”, detalhou a repórter de O TEMPO, Joana Suarez, enviada especial a Bento Rodrigues.

O prefeito de Mariana, Duarte Eustáquio Gonçalves Júnior, sobrevoou a região do acidente, na quinta-feira (5) e afirmou emocionado que “nunca poderia imaginar uma tragédia tão grande”.

Quase 10 distritos e povoados atingidos

Segundo a repórter Bárbara Ferreira, repórter de O Tempo, que esteve na região, a zona rural dos distritos foram as mais atingidas, especialmente Bento Rodrigues. “Os pastos e as fazendas estão completamente cobertos por lama”, relata. A enchente de lama que alagou o distrito chegou pelo rio Gualaxo.

O distrito de Gesteira também foi atingido, sobrando em pé apenas uma escola e uma casa. A ponte que dá acesso ao povoado desabou com o impacto da enchente, dificultando o socorro. A cidade de Barra Longa chegou a decretar estado de emergência. Ao longo do dia, outros distritos também devem fazer o decreto.

Nada de roupa! O povo precisa é de água!

Para quem quer ajudar as pessoas atingidas pelo desastre em Mariana e região, a Defesa Civil pede para que não sejam doados mais roupas e alimentos porque, felizmente, já há um grande volume deste material. A prioridade de doações para agora é de água potável.

A prefeitura divulgou a conta bancária para que doações em dinheiro também sejam feitas por pessoas que não moram na região, mas querem ajudar: Prefeitura Municipal de Mariana – Banco do Brasil – agência 2279-9/ CC 10.000-5.

Além disso, doações estão sendo recolhidas no Centro de Convenções de Mariana, na Câmara Municipal de Ouro Preto e na TV Top Cultural, localizada na rua Engenheiro Correia, 315, na Vila Aparecida em Ouro Preto. Em Itabirito, é só procurar pelos bombeiros.

Deixe seu comentário: