A filha do novo presidente roubou a cena e foi se sentar no colo do pai nos momentos finais da posse. Foto: Romeu Arcanjo/Minuto Mais

ITABIRITO (MG) – Na manhã desta terça-feira (2), em solenidade que durou cerca de 1h30, no plenário da Câmara, os vereadores Rodrigo Campos Chagas, PSD (conhecido como Rodrigo do Porco), Renê Américo da Silva, do PSDB (o Renê Butekus) e Geraldo Mendanha, PSD, tomaram posse como presidente, vice e secretário da Casa Legislativa.

Renê, Rodrigo e Geraldo: membros da nova Mesa Diretora da Câmara. Foto: Minuto Mais

Em discurso após o juramento de posse, Rodrigo (que substitui na presidência o vereador José Maria Gonçalves – PMDB), disse: “Agradeço a Deus porque só ele sabe o que eu passei para chegar ‘onde’ cheguei. À minha esposa Camila e às minhas duas filhas que me ensinaram o verdadeiro sentido do amor. A todos os secretários da Prefeitura que sempre me atendem muito bem, sou muito bem quisto nas secretarias. Aos meus eleitores que me permitiram chegar até aqui. Ao grupo político ao qual pertenço. Ao paizão, não gosto de chamá-lo assim porque fica parecendo que ele é velho, chefe de Gabinete Tião (Sebastião Antônio da Silva) que sempre me aconselha quando preciso. E ao prefeito Alex (Salvador) que era uma pessoa que eu mal cumprimentava e hoje sinto orgulho de chamá-lo de amigo (…). Tenho certeza de que eu, como presidente, e todos os vereadores (de oposição e de situação) estaremos do lado do desenvolvimento de Itabirito”.

Ainda a respeito do prefeito, Rodrigo disse que também em Brasília, ele pôde ver o quanto Alex “luta e torce pelas coisas da cidade”. O edil referiu-se, no caso, ao esforço do chefe do Executivo itabiritense para aumentar a arrecadação dos municípios mineradores por meio da nova Cfem.

Ao pé do ouvido, prefeito Alex e Rodrigo conversam durante a posse. Foto: Minuto Mais

O prefeito Alex Salvador (PSD) fez um breve discurso, afirmando que nunca houve “compra de vereadores” para que eles votassem a favor ou contra qualquer Mesa Diretora. “Falo isso porque fui vereador, e sempre que houve algum rumor a respeito desse assunto, nunca se provou nada”, garantiu.

Sobre o fato de ele e o vereador Rodrigo “mal se cumprimentarem no passado”, Alex salientou: “Aprendi com meu irmão Juninho (ex-prefeito Waldir Silva Salvador de Oliveira) que a gente não pode amar nem sequer odiar àquelas pessoas que não conhecemos. Nós (ele e Rodrigo) não nos conhecíamos, e hoje temos uma amizade muito grande”.

Com relação a um ano mais promissor por causa do novo cálculo do imposto do minério (Cfem) que aumentará a arrecadação de Itabirito, Alex disse: “Estão dizendo que vai chover dinheiro na cidade. Mentira! Nós vamos é passar menos aperto. E ainda tem a picaretagem dos governos estadual e federal que estão atrasando os repasses da Cfem e do ICMS”.      

Em entrevista ao Minuto Mais, o novo presidente afirmou que lutará pela credibilidade dos vereadores de Itabirito. “Não se pode nos comparar a políticos tradicionais, corruptos que se têm no Brasil. Aqui tem muita gente honesta e comprometida com o povo”, afirmou.