Público na tenda LGBT. Foto: Romeu Arcanjo/Minuto Mais

Com autorização da Justiça, a tenda da Organização Não Governamental (ONG) ITALGBT distribuiu mais de 7 mil preservativos masculinos em Itabirito (Região Central de Minas) durante o Carnaval 2018.

A distribuição foi autorizada pelo juiz Antônio Francisco Gonçalves a todos os maiores de 16 anos.

Para Leandro Dias, presidente da ONG, tal envolvimento entre a Justiça e uma ONG é inédito no país.  

A intenção da distribuição é diminuir os riscos de contaminação de doenças sexualmente transmissíveis não somente entre os LGBTs (no caso, gays, bissexuais, travestis e transexuais), mas também entre heterossexuais.         

A tenda ficou, como em outros anos, de frente à Praça da Bandeira, área extremamente central da cidade.

Materiais sobre saúde e até a programação do Carnaval também foram distribuídos na tenda.

Questionários para LGBTs: noções de saúde

Outro trabalho desenvolvido pela ONG, dentro da tenda, foi a aplicação de 80 questionários respondidos pela comunidade LGBT.

“A intenção é conhecer a percepção da população LGBT a respeito de questões de saúde”, disse Leandro.

Tais questionários, respondidos em todo o Brasil, são norteados de políticas públicas de saúde.