Uma das edições do Julifest. Foto: imagem de internet

Matéria atualizada em 30/06/2016, às 16h43.

EXCLUSIVO – O Julifest 2016 será bem mais barato se comparado ao de 2014 (ano mais recente em que aconteceu o festival). Mas isso não se deve somente aos “patrocínios” (inéditos) de empresas privadas que bancarão alguns dos grandes shows. Patrocínios esses que estão sendo divulgados pelo prefeito de Itabirito Alex Salvador (sem a divulgação de documentos).

O que, de fato, mais chama a atenção no festival deste ano é o que os mesmos produtos e serviços estão custando aos cofres públicos “infinitamente” menos dinheiro que custaram em 2014. A “ordem natural” do mercado seria que tais produtos estivessem razoavelmente mais caros (ou até um pouco mais baratos), mas NÃO bem mais baratos. “A diferença é exorbitante”, disse o vereador Leandro Silva Marques (o Leo do Social, do PHS) que trouxe a questão à tona depois de estudar documentos oficiais das licitações feitas pela Prefeitura de Itabirito.

Para se ter uma ideia do disparate da situação, a “Casa do Turista” custou, em 2014, R$ 98.800 e em 2016 está custando R$ 5.234 aos cofres públicos municipais.

Contudo, o mais gritante é o preço da “pesquisa e atendimento ao turista”: em 2014, custou R$ 104.326. Já em 2016 está “saindo” a R$ 3.768.

“Desde 2014, eu venho me questionando a respeito do alto custo na realização de eventos naquele ano. Levei, com outros vereadores da oposição, o caso para a Justiça. ‘Me chamou’ a atenção, a falta de resposta da Prefeitura para vários requerimentos de informações sobre licitações. Por isso, fiz questão de ir pessoalmente ao processo licitatório de 2016 para comprovar a diferença de valores dos mesmos produtos daquele para este ano. Eu não estava errado ao questionar durante todo esse tempo”, disse o vereador Leo em entrevista exclusiva ao Minuto Mais.

Toda a documentação de comprovação das informações desta matéria estão em poder do vereador que repassou cópias ao Minuto Mais. O vereador acionará a Justiça (mais uma vez).

A resposta da Prefeitura

Um questionário com perguntas sobre o assunto foi repassado à Prefeitura de Itabirito no dia 29. A princípio, a Secretaria de Comunicação responderia nesta quinta-feira 30. Então, o site “segurou a matéria” por 10 horas. Depois, o órgão pediu mais um prazo. Quando a resposta vier, será divulgada.

Em tempo: em 2015, não aconteceu o festival por causa da crise econômica brasileira.

Veja, no quadro abaixo, a diferença, entre 2014 e 2016, de preços de alguns produtos e serviços para o Julifest – os produtos têm descrições detalhadas semelhantes quanto a quantidade e ao tipo

Alguns dos produtos e serviços, bem como o valor total do festival 2014 2016
Jogo de mesa com 4 cadeiras, para dois dias R$ 49,45 cada jogo  R$ 8,97 cada jogo
Despesa com a Casa do Turista R$ 98.800,99  R$ 5.234,25
Pesquisa e atendimento ao turista R$ 104.326,04 R$ 3.768,48
Valor total do festival (os grandes shows não estão incluídos)  R$ 2.309.000 R$ 667.753,86 (que englobam Viação Gastronômica, Julifest, festivais de Turismo e Inverno)

Deixe seu comentário: