“É uma forma de a Coca-Cola se aproximar da comunidade. Mostrar que existe compromisso que vai além de vender produtos. Este evento traz informações às pessoas. Todas as empresas deveriam ‘responder’ não somente com empregos, elas podem ir além disso”, disse o secretário de Cultura e Turismo da Prefeitura de Itabirito (MG), em entrevista ao Minuto Mais, referindo-se à Praça da Cidadania, evento promovido pela Coca-Cola Femsa Brasil, no município itabiritense, cidade mineira onde a firma possui sede.

O secretário esteve no evento acompanhado do vice-prefeito Wolney Oliveira neste sábado (30).

Apresentação do Grupo Cativeiro (de capoeira) foi uma das atrações. Foto: Minuto Mais

Apesar dos chuviscos insistentes (mas bem-vindos), aparentemente, o evento foi sucesso. Mesmo tendo de portar guarda-chuvas ou sombrinhas, o público marcou presença. Para se ter uma ideia, na “Carreta-escola Moda e Beleza”, às 13h30, cinquenta e seis pessoas já haviam cortado os cabelos (de graça).

Mais ou menos nessa mesma hora, na tenda montada para a ONG Sociedade Protetora dos Animais Vidanimal, quatro cachorros já haviam sido adotados. João Victor (9), acompanhado de sua avó, Níria Maria Estevam Varela (73), adotou um cachorrinho: o sétimo mascote do tipo que fará parte da história de João. “Adota um também”, pediu o garoto ao repórter do site Minuto Mais.

O pedido do João soou como um grito de alerta. Itabirito precisa evitar comprar cães e gatos e passar a adotar mais.

De acordo com a presidente da ONG, Luciana Gruna e a veterinária do Canil Municipal, Tamires Derzil, cerca de 10 animais são adotados por mês levando em conta as feiras de adoção que acontecem aos sábados e os cachorros que são adquiridos diretamente no canil. “É muito pouco”, afirmou Luciana.

Nasf de Itabirito

Outros exemplos de atrações da Praça da Cidadania foram: incentivo à leitura no caminhão do Projeto Saberes (do Sesi e Fiemg), tenda da Polícia Militar do Meio Ambiente que trouxe informações a respeito da fauna da região de Itabirito, bem como informações sobre a ilegalidade de se aprisionar pássaros sem o aval da lei.

Movimento foi intenso em algumas tendas. Foto: Minuto Mais

Contudo, a tenda que mais chamou a atenção da reportagem foi a do Nasf (Núcleo de Apoio à Saúde da Família), que trabalha com o PSF da cidade, e é mantido pela Prefeitura de Itabirito.

As informações trazidas pelo Nasf sobre a quantidade de açúcar e gordura dos alimentos industrializados eram ao mesmo tempo interessantes e assustadoras e mereceram uma matéria exclusiva veiculada no site Impacto Atual.