Juiz afirma que deixará Itabirito por decisão própria. Foto: Minuto Mais

Antônio Francisco Gonçalves, juiz Eleitoral e de Execuções Penais, deixará a comarca de Itabirito em 13 de dezembro ou, no mais tardar, em 20 de janeiro.

Segundo ele, a decisão é pessoal. O magistrado nega que esteja saindo porque sofreu algum tipo de ameaça. Ele será juiz em Itabira e fez uma permuta com magistrado de lá. O novo juiz de Itabirito será Valter Guilherme Alves Costa.  

Sobre as especulações de Antônio Francisco teria sofrido algum tipo de ameaça e por isso estaria deixando a comarca, o magistrado afirmou: “Isso não tem fundamento. Como juiz, sou irremovível. É tudo boato. O motivo é que quero dar uma guinada em minha vida. Estou saindo mais por motivos profissionais. A Constituição garante ao juiz a vitaliciedade, a inamovibilidade e a irredutibilidade de seus vencimentos. Tudo isso são garantias para que o juiz não sofra influência política na comarca em que atua. Não há força política que consiga retirar um juiz”.