Mais um crime assustou a população de Itabirito. Na noite de sábado, dia 21, por volta das 22h, Paulo Henrique Teixeira, 31 anos, foi assassinado com 4 tiros em um bar no bairro São Geraldo (Vila Alegre), em Itabirito.

Quandrilha também é uma das atrações da festa - Foto: Sanderson Pereira
Apresentação da Quadrilha Fogo no Facho em Itabirito – Foto: Sanderson Pereira

Paulinho da Aurora, a vítima, como era conhecido, era um dos fundadores do movimento LGBT de Itabirito. Segundo informações oficiais da Polícia Militar (PM), o crime não tem ligação com o fato de Paulinho ser um ativista LGBT.

Além de ser um dos líderes do movimento gay, Paulinho foi um dos criadores da Quadrilha Fogo no Facho, um dos mais importantes grupos de dança de Itabirito. O grupo se apresentava no Julifest e em grandes festas de Minas Gerais. De terno rosa, Paulinho sempre fazia a narração nas festividades juninas.

Paulinho não tinha passagem pela polícia. Amigos da vítima disseram ao Minuto Mais que ele era muito extrovertido, humilde e companheiro.

Paulo Henrique Teixeira assassinado na Vila Alegre em Itabirito
Paulinho: assassinado em Itabirito

A história do crime

Há 15 dias atrás, Paulinho teria se envolvido em uma confusão no mesmo bar onde foi assassinado. Ele teria trocado socos com um homem identificado como Romário (o suspeito), morador do bairro Marzagão. A partir dessa data, Paulinho estava ameaçado de morte pelo suposto assassino.

No dia do crime, Paulinho estava se divertindo no bar quando, de dentro de um carro, um homem efetuou os disparos. Três tiros nas costas e um na cabeça.

Romário, o suspeito de ter cometido o crime, é considerado extremamente perigoso, tem passagem pela polícia e está foragido.

Sepultamento

O corpo de Paulinho será velado no Cemitério Parque da Esperança (cemitério novo) e o enterro acontece no mesmo local, às 17h, hoje domingo, dia 22.

Deixe seu comentário: