Tenente Geraldo Donizete. Foto: Minuto Mais

EXCLUSIVO – 1 – Entre o condomínio Alphaville e Itabirito, 2 – de Itabirito até o trevo de Ouro Preto (OP), 3 – de OP até o acesso a Mariana (incluindo Antônio Pereira, Lavras Novas e Acaiaca), 4 – no posto da BR-356 e 5 – por meio de uma aeronave (sobrevoando a região).

Esses serão os pontos onde a Polícia Militar Rodoviária (PMR) poderá ser encontrada de sexta-feira de carnaval até Quarta-feira de Cinzas pela manhã, à tarde e, principalmente à noite, na 356 que dá acesso a três dos mais importantes carnavais de Minas Gerais.

Todos em Itabirito, Ouro Preto e Mariana sabem que o trabalho da PMR é intenso. Foto: Minuto Mais

A informação foi repassada com exclusividade ao Minuto Mais pelo comandante do 2º Pelotão da Polícia Militar Rodoviária, tenente Donizete, que há dois anos voltou a ser o principal responsável pelo posto na BR.  

Detalhe: todas, absolutamente todas, as equipes portarão bafômetros.

A principal intenção da policia é diminuir o número de acidentes. “Queremos coibir, por exemplo, as ultrapassagens proibidas”, disse o comandante.

Helicóptero 

E para aqueles que acreditam que estão livres da multa imediatamente depois de passar por um ponto onde está a PMR, um ledo engano: da aeronave que estará circulando a BR-356, a polícia poderá multar. “É possível saber a placa do veículo por meio do helicóptero da PMR. Temos tecnologia para isso”, garantiu o tenente.

O comandante afirmou que na maioria dos casos, o condutor será abordado pela PMR antes de ser multado. “Os resultados são melhores quando há orientação da polícia ao condutor infrator, mas se não for possível a abordagem, a multa pode se dar também”, disse.

Teste do bafômetro

Os riscos de se dirigir bêbado são conhecidos. Mesmo pelos “metidos a bonzão” que se julgam “mais fortes que o álcool”. O que muitos não sabem é que se o condutor for pego com mais de 0,34 mg/l no teste do bafômetro, ele será multado em pouco mais de R$ 2.934. É isso mesmo! Trata-se da multa por infração gravíssima (R$ 293,47) vezes 10. Como se não bastasse, o condutor tem o veículo apreendido, perde pontos da CNH (que é recolhida) e é preso (conduzido para a cadeia para ser mais claro). Na prisão, ele terá ainda de pagar uma fiança que será estabelecida pelo delegado. Fiança essa de seguramente mais de R$ 1 mil.  

Até 0,33 mg/l no teste do bafômetro, o infrator terá todas as penalidades acima citadas com exceção da prisão (e, é claro, da fiança). Uma dor de cabeça desnecessária.

E se negar fazer o teste pode ser uma decisão pouco inteligente. “O condutor será preso e pagará a mesma multa se a autoridade policial perceber dois indícios de embriaguez. Mesmo que ele tenha menos de 0,33 mg de álcool por litro de sangue. Nível que não vamos saber uma vez que ele se negou a fazer o teste”, afirmou.     

Drogas, armas, indivíduos procurados e carros clonados

“Não estamos somente preocupados com as infrações de trânsito. Estamos de olho também na situação criminal dos indivíduos”, afirmou o comandante salientando que a PMR (com sede em Itabirito) estará recebendo reforços para combater também o transporte de drogas, o porte ilegal de armas e outros tipos de crime.

Tenente Donizete

Uma sumidade quando o assunto é patrulhamento rodoviário. Há 38 anos na PMR, o tenente Donizete é hoje contratado da polícia uma vez que se aposentou com 30 anos de trabalho. Comandou as operações no anel rodoviário por 14 anos. É uma das maiores referências para a imprensa mineira na PMR de Minas Gerais. E há dois anos, voltou a ser comandante do 2º Pelotão no qual começou a carreira.

Também a pedido do comandante Donizete, o Dnit colocou nova sinalização entre o Alpahaville e Ouro Preto. Foto: Minuto Mais

Foi também a pedido dele que o Dnit aprimorou a sinalização na 356 (do condomínio Alphaville até Ouro Preto). Inclusive, com a colocação de delineadores informando perigo de curvas, principalmente na Serra da Santa, em Itabirito.    

Farol baixo ligado

Antes de pegar a estrada, lembre-se que nas rodovias é obrigatório que o farol baixo dos veículos esteja ligado também durante o dia. “Mesmo quando a rodovia passa por um perímetro urbano, como é o caso de Cachoeira do Campo”, esclarece o tenente.