Motos encontradas no matagal. Foto: GM Itabirito
Uma das motos apreendias. Foto: GM

Domingo (18), 10h, Acuruí, Itabirito (Região Central de Minas). Cerca de 30 motociclistas transformaram o distrito itabiritense em um inferno para a população local. Eles empinavam suas motos, as conduziam fazendo ziguezague e todo tipo de direção perigosa. Muito barulho, risco de acidente, crianças e idosos pelas ruas que poderiam se ferir por causa da baderna etc. Foram várias as reclamações que chegaram por meio do 153 e via WhatsApp (direto com o secretário de Segurança da Prefeitura de Itabirito, Carlos Henrique Luke).

Quando a Guarda Civil Municipal (GM) chegou ao distrito, eram cerca de 30 motos em meio à “confusão”, mas antes (segundo os moradores) o número chegava a mais de 50.

Motos apreendias. Foto: GM

A chegada dos guardas fez com que os motociclistas se dispersassem pilotando suas motos. Eles estavam na Avenida Principal e fugiram passando pelo beco ao lado da Igreja de Nossa Senhora da Conceição.

Os GMs, então, fizeram o cerco e pediram reforços. Foram ao todo três viaturas.

Os motociclistas cercados fizeram algumas investidas contra o cerco da guarda. Quando dois (um condutor e um garupeiro) de fato resolveram furar o bloqueio, eles foram rendidos, algemados e presos. Seus nomes: João Paulo Zacarias Ferreira (20) e Victor Hugo Teixeira Costa (21).

Moto abandonada. Foto: GM Itabirito

Depois, a GM saiu para tentar alcançar outros participantes da baderna. Dois sujeitos em atitude suspeita foram encontrados pela rua: Eduardo Henrique Moutinho da Cruz (20) e Victor Brite (20). Eles apresentaram documentações de motos, disseram que estavam pescando e que suas motocicletas estariam em Ouro Preto. Sendo assim, foram liberados.

Na sequência, uma moto, com o motor ainda quente, foi encontrada dentro de uma construção. Os arruaceiros a colocaram no segundo andar da obra. A GM teve dificuldade para retirá-la.

Minutos depois, dentro de um matagal, mais seis motos foram encontradas. Três em um ponto e mais três em outro local.

Motos vão para o pátio da Polícia Civil. Foto: GM Itabirito

Duas das motos eram correspondentes aos documentos apresentados por Eduardo e Victor Brite. Eles foram (novamente) encontrados pela GM. Estavam tranquilamente em um bar. Resultado: foi dada voz de prisão aos dois.

A ocorrência terminou à 1h (da madrugada) na delegacia de Ouro Preto.

Os trabalhos foram feitos tendo no comando o inspetor Caldeira e a participação pessoal do secretário Municipal de Segurança.

Em tempo: as motos tinham placas de Ouro Preto, Contagem e São Paulo.