Ação da GM prende condenado de Ibirité que está em Itabirito. Foto: GM Itabirito

Por volta das 21h30, desta quinta-feira (21), a Guarda Civil Municipal (GM) de Itabirito (Região Central de Minas) deteve um condenado, à prisão domiciliar, que deveria estar cumprindo sua pena em Ibirité (MG).

Contudo, na delegacia, ele assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberado.

Entenda o caso

Ricardo Alves, de aproximadamente 40 anos, já teve problemas com a Justiça por assalto e tráfico de drogas. Atualmente, ele deveria estar cumprindo pena de prisão domiciliar em Ibirité.

Ação da GM prende condenado de Ibirité que está em Itabirito. Foto: GM Itabirito

Entretanto, Ricardo está em Itabirito, dormindo e trabalhando na área do Julifest, na Praça dos Inconfidentes, onde presta serviço de pedreiro na construção das barraquinhas estilizadas.   

A presença dele levantou suspeita dos vigias da área. Sendo assim, a GM foi acionada na quarta-feira (20) por volta da meia-noite.

Durante a abordagem, a guarda tentou consultar o Registro de Eventos da Defesa Social (Reds), mas a informação que a GM recebeu da Polícia Militar (PM) foi que o sistema estava fora do ar.

Então, Ricardo foi liberado. Mas a GM não se deu por satisfeita e continuou a apuração para saber a respeito do suspeito.

Nesta quinta-feira (21), com auxílio da direção do Presídio de Itabirito, a GM verificou a situação de Ricardo. Descobriu-se que ele deveria estar cumprindo pena em Ibirité.

Então, foi montada uma operação para prender Ricardo na noite desta quinta.

Levado para a delegacia, Ricardo foi liberado depois de assinar um TCO.

A informação que se tem é que o juiz da comarca de Ibirité vai receber informações do paradeiro do condenado.

Ricardo afirmou que voltará para a área do Julifest.

Segundo o condenado, que a princípio disse à GM que era de Contagem, ele teria brigado com a sua família e por isso está em Itabirito.  

Apesar de sua ficha criminal (tráfico e assalto), não se sabe exatamente por qual motivo ele deveria estar cumprindo a atual pena.