Ela é neta da saudosa Raimunda Lemos Baêta – a radialista e vereadora Dica da Rádio – e é filha da também saudosa Rogéria Baêta. Tanto Dica como Rogéria foram dois dos maiores ícones da história do rádio em Itabirito (MG). Aos 14, ela conheceu a maconha. Aos 29, a cocaína. Depois, foi para o crack.

Como adicta, prostituiu-se para conseguir droga. Chegou a dormir na Praça São Sebastião, no Centro de Itabirito, afastou-se da família, conheceu o “fundo do poço”.

Em meio a tantos contratempos, parte de seus familiares parou de conversar com ela. “Eu fui a culpada disso tudo”, acredita. Seu nome é Andréa Mahé (44), radialista, mãe de dois filhos e avó de dois netos.

Andréa até hoje mora no município itabiritense (onde nasceu) e convive com os preconceitos de uma sociedade tradicional mineira que sabe “apontar o dedo”, e apesar de carregar um sobrenome de respeito na cidade, ela resolveu se expor e começou a gravar vídeos relatando seu drama de vida com as drogas.

“Gostaria de levar a minha mensagem para o maior número de pessoas possível. Gostaria de contar a minha experiência nas escolas da cidade e levá-la para o mundo. Quero dizer que é possível sair das drogas. A minha intenção é ajudar as pessoas e me ajudar também. Quando se ajuda o próximo, ajuda-se a si próprio. É o retorno natural da vida. Deus pode tudo, mas se eu não permitir, ele não fará nada por mim. A luta contra a droga é diária. Um adicto, sem a droga, estará sempre vivendo o dia de hoje, e ‘só por hoje’, quero ‘estar limpa’. O crack me destruiu e eu não quero isso para outras pessoas. Uma pedra de crack é muita para qualquer pessoa e, para o dependente, mil pedras são poucas”, diz Andréa Mahé, em entrevista exclusiva ao Minuto Mais, admitindo que está sem droga há um ano e que chegou a ser monitora e coordenadora de uma comunidade terapêutica.

“Com a droga, acabei com a minha vida, perdi minha identidade, cheguei a mendigar. Eu me expus para usar a droga. Agora, acredito que seja importante eu me expor para ajudar as pessoas a se afastarem dela”, diz a radialista referindo-se aos seus vídeos.

Veja a primeira gravação de Andréa nesta página (acima). A intenção dela é gravar um vídeo por dia. Siga-a pelos endereços no You Tube e Facebook.