Quarta-feira (7), 12h20. Um homem de 45 anos, morador da Cohab, em Itabirito (Minas Gerais), foi preso pela Guarda Civil Municipal (GM), acusado de A�(tentativa de) estupro.

Ele foi enquadrado na lei federal que trata do assunto. Nela, o conceito a�?estuproa�? nA?o precisa passar necessariamente pela conjunA�A?o carnal. A�A�A�A�

O que diz a lei:

Art. 213:A�Constranger alguA�m, mediante violA?ncia ou grave ameaA�a, a ter conjunA�A?o carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso:A�Pena – reclusA?o, de 6 (seis) a 10 (dez) anos

1A? – Se da conduta resulta lesA?o corporal de natureza grave ou se a vA�tima A� menor de 18 (dezoito) ou maior de 14 (catorze) anos:A�Pena – reclusA?o, de 8 (oito) a 12 (doze) anos.A�

2A? – Se da conduta resulta morte:A�Pena – reclusA?o, de 12 (doze) a 30 (trinta) anos.

Como foi

A vA�tima estava em uma papelaria na Avenida Queiroz JA?nior, Centro da cidade.

O acusado, dentro do estabelecimento, tentou a�?abraA�ara�? duas mulheres que estavam no local. Elas fugiram do agressor.

Depois, ele partiu para cima da terceira vA�tima (que o denunciou).

Segundo essa vA�tima, de 17 anos, ele a agarrou pelo braA�o com bastante forA�a. Ela gritou e teve dificuldade de se desvencilhar.

De acordo ela, o acusado, aparentemente, queria levar a denunciante para a passarela do bairro Bela Vista.

NA?o houve sexo. O que se deu foi uma tentativa. Mesmo assim, como jA? explicado, o sujeito foi preso, a princA�pio, enquadrado pela “lei de estupro”.

Depois, a vA�tima saiu A� procura de uma autoridade policial.A�Encontrou um GM que estava nas proximidades do Campo do UniA?o, bairro Praia, A?rea central.

O acusado foi encontrado perto da Prefeitura quando foi abordado pela Guarda.

Na carteira do sujeito, foram achadas dezenas de recortes de revistas com fotos de mulheres nuas.

O acusado disse que A� epilA�tico, que toma remA�dio controlado. Afirmou tambA�m que estava em meio a uma crise. Por isso, agarrou as mulheres.

InformaA�A�es vindas de familiar do suspeito dA?o conta de que o acusado toma 21 remA�dios controlados diariamente.

a�?Eu o denunciei para que ele nA?o faA�a isso a outra pessoa. Ele A� muito forte. Se fosse uma crianA�a, ele ia conseguir levA?-laa�?, teria dito a vA�tima que, segundo relatos, ficou extremamente revoltada com a situaA�A?o.

As outras duas vA�timas nA?o o denunciaram.A� A�