Em breve, gasolina mais cara em Itabirito. Foto - iStock, Getty Images

A Petrobras recentemente anunciou um aumento de 2,2% nos preço da gasolina e 4,3% no preço do diesel. Isso depois de duas quedas consecutivas. Os novos valores já entraram em vigor na sexta-feira (21) para as refinarias. Os postos são livres para reajustar ou não. Contudo, em Itabirito, o aumento ainda não chegou às bombas, mas deve acontecer na segunda-feira (24).

A reportagem do Minuto Mais ligou para três postos itabiritenses. Em todos eles, ainda não houve reajuste. Todavia, em dois deles, os funcionários que atenderem ao telefone acreditam que a mudança deva acontecer no início da semana que vem (mais precisamente na segunda-feira). Não se sabe qual o percentual do aumento na cidade.

Os preços da gasolina em Itabirito, Ouro Preto Mariana sempre foram alvo de reclamações dos usuários. Pesquisa feita pelo Minuto Mais em três estabelecimentos do município itabiritense aponta que o valor da gasolina comum varia de R$ 3,929 (Posto Itabirito – na Praça da Bandeira) a R$ 3,979.

O site tentou ligar para outros estabelecimentos, mas ninguém atendeu ao telefone.    

Em Belo Horizonte

Outra pesquisa (da reportagem do jornal O Tempo, de BH) em postos de várias regiões de Belo Horizonte mostra que apenas o Pica Pau II (Shell), no bairro Barro Preto, região Centro-Sul, aumentou os preços da gasolina na sexta-feira (21). O preço do litro passou de R$ 3,42 para R$ 3,49, aumento de 2% (ou R$ 0,07). O proprietário do estabelecimento não quis comentar o reajuste.

O posto Carijós, na BR 262, bairro Engenho Nogueira, região Noroeste de Belo Horizonte, terá o valor da gasolina comum e do diesel reajustado ainda neste sábado (22). “A gasolina comum terá um aumento de R$ 0,09 por litro, e passará de R$ 3,44 para R$ 3,53. O diesel sofrerá um aumento de R$ 0,05, R$ 2,79 para R$ 2,84”, diz o gerente do estabelecimento, Janilton Rocha.

Os percentuais anunciados pela Petrobras referem-se à alta no preço cobrado pela estatal às distribuidoras. A companhia estima que, nas bombas, a alta será de 1,2% (ou R$ 0,04 por litro) no caso da gasolina, e de 2,9% (ou R$ 0,09 por litro) no caso do diesel. Como em todos os reajustes, a estatal ressalta que os preços são livres, e o repasse para o consumidor final dependerá de políticas comerciais de cada distribuidora e revendedora de combustíveis.

A decisão é explicada principalmente pela elevação dos preços dos derivados nos mercados internacionais desde a última mudança de preço, que mais que compensou a valorização do real frente ao dólar, e por ajustes na competitividade da Petrobras no mercado interno, disse a empresa em nota.

Quedas

Ainda segundo O Tempo: em 2017, a estatal havia promovido duas reduções nos preços, em janeiro e fevereiro. Em março, manteve os valores estáveis. Com as quedas, o preço médio da gasolina no Brasil atingiu, na última semana o menor valor desde setembro de 2016, de acordo com pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP): R$ 3,639 por litro.