Material arrecadado na Campanha Natal Solidário Galoucura Itabirito. Os integrantes estão na porta da sede que funciona no bairro São Geraldo, na galeria do Hélcio Pipas. Foto: divulgação

Torcida organizada de futebol. Em vários cantos do país, não é muito favorável a imagem que se tem quando o assunto é esse tipo mobilização. Contudo, em Itabirito (MG), a história é bem diferente.

Em 2017, os 90 integrantes cadastrados da Galoucura Itabirito, e mais outros tantos simpatizantes do Clube Atlético Mineiro, trabalharam intensamente em benefício do povo da cidade. Eis algumas das ações desenvolvidas por essa torcida:

Campanha de doação de sangue – feita entre os integrantes da Galoucura. Realizada de três em três meses, e sempre em que há necessidade.

Futebol Solidário – evento em que as partidas são organizadas entre times de Itabirito e outras cidades. O ingresso são alimentos não perecíveis, que são doados para famílias carentes itabiritenses cadastradas.

Campanha do agasalho – realizada o ano todo, mas intensificada em época de frio.

Campanha de doação de brinquedos – acontece durante a Semana da Criança (em outubro). Por meio desta campanha, os torcedores do Atlético de Itabirito conseguem brinquedos que são doados para crianças pobres.

Rua de lazer – ainda na Semana da Criança, os brinquedos arrecadados são entregues às crianças durante evento, que conta com cama elástica, balão pula-pula e piscina de bolinha. Pipoca e algodão doce também são distribuídos na festa.  

Campanha Natal Solidário – neste ano, os integrantes da Galoucura, durante uma semana, comunicaram aos empresários da cidade a respeito da intenção de arrecadar materiais que têm a ver com as crianças.

Em outra semana, recolheram os objetos, que foram distribuídos no dia 23 de dezembro durante carreata que reuniu 30 carros. Segundo a torcida, algo em torno de 2.500 kits foram montados e entregues às crianças dos bairros Padre Adelmo, Padre Eustáquio, Gutierrez, Centro, Country, Santo Antônio e Praia.

“Nos kits, havia balas, pipoca, quebra-cabeças do Atlético e material para colorir do Galo”, afirmou o integrante da Galoucura, Marcos Vinícius Dias Chaves, conhecido como Marquinhos, salientando que os brinquedos personalizados foram presentes do próprio Clube Atlético Mineiro.   

Segundo Marquinhos, os trabalhos sociais na Galoucura Itabirito acontecem há vários anos. “Mas foram intensificados depois que a gente conquistou nossa sede própria há dois anos”, disse.

A Galoucura afirmou que os kits de Natal não foram jogados para as crianças e sim distribuídos em mãos. Uma forma de evitar acidentes.