Manifestação dos caminhoneiros em Itabirito, Minas Gerais,. Foto enviada via WhstsApp

Depois de mais de 9h de interdição, a BR-356, em Itabirito (Minas Gerias), às 19h20 desta segunda-feira (21), continua parada para caminhoneiros a partir da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) itabiritense (perto da rodoviária).

PUBLICIDADE
WhatsApp Minuto Mais

A Polícia Militar Rodoviária (PMR) está tentando negociar com a liderança do movimento para que aconteça a liberação da pista, mas sem sucesso por enquanto.

Uma fila enorme se caminhões parados no acostamento se formou por imposição dos manifestantes. Carros de passeio têm autorização para passar.

De acordo com a Associação Brasileira de Caminhoneiros, o protesto pede a redução de impostos, como os cobrados sobre o óleo diesel.

A associação também critica os recentes reajustes no preço dos combustíveis.

A Petrobras disse que o valor acompanha as variações do mercado internacional.

Temer

Em meio aos protestos de caminhoneiros contra a aumento do diesel, o Ministério de Minas e Energia informou que o presidente Michel Temer se reuniu no fim da tarde desta segunda-feira (21) no Palácio do Planalto com ministros para discutir o preço dos combustíveis no país.

Pelo menos 16 estados haviam registrado, até o início da tarde, protestos de caminhoneiros. Também nesta segunda a Petrobras anunciou que o preço do diesel nas refinarias vai aumentar 0,97% a partir de terça (22). Na semana passada, foram cinco reajustes diários seguidos.