Laura de Itabirito precisa de ajuda. Foto de Facebook

Quem puder ajudar, a conta é: banco Caixa – conta poupança 23849-4, agência -120, operação 013. Ou entre contato com Rita (31) 9 8545-0624 ou Andréa (31) 9 8714-8780.

Laura Sthefany Silva Marcos, 18 anos, moradora do bairro Capanema, de Itabirito, sofre de asma. Desde que a mãe dela (de nome Ana Paula) morreu de dengue hemorrágica, no município itabiritense, Laurinha (como é conhecida) interrompeu o tratamento que fazia. No dia 6 de janeiro, a jovem passou mal em decorrência de uma crise asmática. Foi levada às pressas para a Santa Casa de Misericórdia de Ouro Preto. Em decorrência da crise, ela havia sofrido também uma parada cardiorrespiratória.

Na cidade histórica, por decisão médica, Laura foi induzida ao coma. Recentemente, ela teve uma pequena melhora, mas continua em coma no hospital São Vicente de Paulo, em Itabirito, para onde foi transferida recentemente.

A família de Laurinha precisa acompanhá-la 24h. Todos trabalham ou estudam o que torna o acompanhamento bastante complicado.

Os tubos de indução ao coma foram retirados, mas ela deu pouquíssimos sinais de vida: somente abriu os olhos (eles estão fixos, sem expressão) e não esboça mais nenhuma outra reação. “Dizem os médicos que ela nos ouve”, disse Rita de Cássia Rodrigues, prima de Laura.   

Mesmo não tendo voltado do coma, atualmente, a família espera que Laurinha receba alta médica para continuar o tratamento em casa (situação que deve se dar nos próximos dias). Contudo, os familiares precisarão adquirir uma cama hospitalar, um aparelho médico aspirador, fraudas geriátricas, bem como precisarão contratar uma pessoa para acompanhar Laura todo o tempo (de preferência, uma enfermeira).

O preço de tudo isso é alto. A família não tem condições e precisa de ajuda. A vida dessa jovem está não só nas mãos dos familiares, mas de toda a sociedade itabiritense.

A conta do banco para depósitos solidários está logo acima.  

Deixe seu comentário: