Florzinha, desaparecida. Foto: arquivo de família

No domingo (9), Camila Santiago Faria (30) abriu o portão de sua casa no bairro Capanema, em Itabirito (Região Central de Minas) e, como de costume, a sua cadela Pinscher, de nome Florzinha, saiu para uma rápida volta pelas proximidades. Só que dessa vez, a cachorrinha não mais voltou.

Isso porque algo inusitado aconteceu: um homem pegou a cadela e a levou para uma família que procurava por um cachorro perdido no Nossa Senhora de Fátima, bairro vizinho ao Capanema. Ao receber a informação de que o cão “encontrado” não era o que a família procurava, o indivíduo soltou a cadela no Nossa Senhora de Fátima ao invés de a levar de volta ao Capanema. Como Florzinha é uma idosa (com 14 anos) e não tem o costume de andar sozinha longe de casa, ela não conseguiu voltar, ou seja, Camila nunca mais a viu.

Foto menos recente de Florzinha. Imagem: arquivo pessoal

“Fui à casa do homem e ele confirmou a história. Estou desesperada, tenho Florzinha desde que nasceu. Ela é muito mansa. Quando qualquer um faz carinho nela, ela deita no pé da pessoa. Florzinha não tem boa aparência porque é velha, a carinha dela já está toda branca. O homem achou que cadela estava abandonada”, conta Camila.

Imbuído de sentimento natalino comum a todos nesta época do ano, o Minuto Mais pede a você, internauta, que compartilhe esta matéria para que pessoas possam ficar sabendo da história e, quem sabe, Florzinha possa ser encontrada.

Para qualquer informação a respeito do paredeiro de Florzinha, ligue para (31) 9 8716-5673 (e fale com Camila).

Deixe seu comentário: