À esquerda, Lucas (condenado). À direita, Nícolas (vítima). Fotos: reproduções

A defesa do condenado Lucas RomA?o da Silva (20) defendeu, durante o julgamento, na segunda-feira (2), em Itabirito (MG), a tese de que o rA�u teria se vingado de NA�colas por causa uma briga pontual. JA? o MinistA�rio PA?blico (MP) acredita que o assassinato da vA�tima tenha ocorrido por disputa de ponto de droga.

O crime aconteceu em 14 de fevereiro deste ano no bairro Vila GonA�alo.

NA�colas foi morto em plena rua, ao meio-dia, perto da casa onde morava, alvejado com 5 tiros disparados por Lucas.

Disputa de ponto

Na versA?o de Lucas, o motivo do crime teria sido uma vinganA�a. Ele disse que o assassinato foi por causa de um desentendimento especA�fico entre NA�colas e uma terceira pessoa, no qual Lucas interveio. Em meio a essa briga, Lucas foi ferido por NA�colas, e levou 12 pontos em uma das mA?os.

JA? a acusaA�A?o acredita o motivo tenha sido briga por ponto de droga. Lucas queria tomar o ponto de NA�colas, que (segundo o MP) vendia substA?ncias ilA�citas para sustentar o vicio.

De acordo com as investigaA�A�es do MP, Lucas premeditou a morte de NA�colas quando adquiriu uma arma trA?s semanas antes do homicA�dio. TambA�m por isso, o assassino foi condenado por homicA�dio qualificado.