Qual é o erro que há nas placas colocadas nos ônibus de Itabirito?

Placa colocada na traseira de alguns ônibus da Serra Verde de Itabirito

Muita gente já leu as placas colocadas nos ônibus em Itabirito:

Se você não ver meu retrovisor, eu não vejo você.

Nessa frase, há um erro de conjugação do verbo.

O correto é: se você não vir meu retrovisor, eu não vejo você.

Para fixar o que foi dito

Observe agora este corretíssimo trecho da música “Haiti”, de Caetano Veloso: “E na TV se você vir um deputado em pânico mal dissimulado”.

Atenção! São assim as formas corretas:

VERBO VER: se eu vir, se você vir, quando eu vir ou quando você vir.

VERBO VIR: se eu vier, se você vier, quando eu vier ou quando você vier. 

Nos casos acima “se” e “quando” têm a mesma função. Aparecem quando há o futuro do subjuntivo (que acabamos de ver).

Explicação

O que você precisa saber já foi dito. Se quiser, pode parar por aqui, mas é preciso fechar o raciocínio.

O futuro do subjuntivo (na primeira pessoa do singular: eu ou na terceira do singular: ele, ela, “você”) é derivado do pretérito (passado) perfeito. A derivação é precisamente da terceira pessoa do plural (eles) menos as duas últimas letras.

Muita calma nesta hora!

VERBO VER: no pretérito perfeito – eles viram, tirando as duas últimas letras:

Viram – am = vir.

VERBO VIR: a mesma coisa: eles vieram, tirando as duas últimas letras:

Vieram – am = vier.

Pois é! Não doeu tanto. A intenção desta coluna é tratar de língua portuguesa sem rodeios e de forma clara. Por hoje é só!