Imagem da tragédia. Foto: TV Globo

A informação é rede Band de Televisão e do jornal Hoje em Dia. Nesta sexta-feira (25), o prefeito de Brumadinho, Avimar de Melo, o Neném da Asa (PV), afirmou acreditar que, pelo menos, 50 pessoas morreram em decorrência do rompimento da barragem de Córrego do Feijão, da mineradora Vale. Para a Band, o prefeito também falou em 300 desaparecidos.

Já o Corpo de Bombeiros informou que 200 pessoas estão desaparecidas, e três estão confirmadamente mortas.

“Não temos mais detalhes porque está tudo acontecendo muito rápido”, disse. Segundo o chefe do executivo, a lama continua descendo o Rio Paraopeba e há preocupação com a comunidade ribeirinha. “As pessoas que moram perto do rio devem sair, pois há risco de transborde”, alertou o prefeito ao Hoje em Dia. 

Ainda segundo o jornal, “no local, equipes de vários órgãos se reúnem para definir estratégias de atendimentos. Equipes médicas atendem as vítimas e realizam as triagens das vítimas no campo de futebol ao lado do Sistema de Comando de Operações (SCO) no Centro Social do Córrego do Feijão. Diversas pessoas ilhadas estão sendo resgatadas por 51 bombeiros e seis aeronaves da corporação a todo o momento”.