Uma das fanfarras do dia 7 de Setembro em Itabirito. Foto: Minuto Mais

Uma multidão foi às ruas do Centro de Itabirito (MG) para assistir ao desfile de Independência do Brasil na quinta-feira (7), dia em que se comemorou também os 94 anos de emancipação política da cidade.

Discurso do prefeito

Durante discurso, o prefeito de Itabirito Alex Salvador (PSD) não mencionou as situações polêmicas envolvendo o nome dele na Justiça. Contudo, garantiu que os trabalhos da Prefeitura estão sendo realizados apesar de “poucos recursos” (segundo ele). “Não podemos deixar de comemorar. É muito emocionante ver alunos e professores desfilando”, disse o prefeito.

A revista às tropas da Polícia Militar, da Guarda Municipal e do Corpo de Bombeiros Municipais começou com mais de uma hora de atraso. Alguns pais reclamaram por meio das redes sociais. Afinal, os alunos tiveram de esperar sob sol intenso.

No palanque das autoridades, estavam, além do prefeito, o comandante em Itabirito da Policia Militar, capitão Gláucio Sigaud; a secretária municipal de Educação, Ana Góis; o secretário de Patrimônio Cultural e Turismo da Prefeitura, Ubiraney Figueiredo; o comandante da Guarda Civil, Antônio Alberto Oliveira Costa; bem como vereadores de situação e outros secretários municipais.

Polícia Militar homenageia sargento Ferreira

Um caminhão com vários policiais reformados participou do desfile. Os PMs fizeram uma homenagem ao sargento Ferreira que atou em Itabirito e sempre fez questão de participar das comemorações de Independência do Brasil na cidade.

O desfile é uma valorização ao patriotismo. Hora de lembrar o que os nossos antepassados fizeram por nós para que nós pudéssemos ser a grande nação que somos hoje. Um exemplo é o nosso homenageado sargento Ferreira que morreu em julho deste ano”, disse o comandante Gláucio.

A filha do sargento Ferreira, Márcia, estava no caminhão.

Fanpaz

Por sua vez, a professora Maria Luisa Rosa foi homenageada com uma placa pelos trabalhos desenvolvidos há anos pela entidade que ela preside: a Fanpaz (Fanfarra da Paz). Ela ensina música a crianças e adolescentes.

Luisa se emocionou e a homenagem foi rápida. Durou alguns segundos, mas mesmo assim foi um dos ápices do 7 de Setembro de Itabirito.

Contudo, a reportagem teve problemas com o cartão da máquina fotográfica e mais de 200 fotos foram perdidas. Entre elas, a da homenagem.